inteligência evolutiva

Do óbvio ao inacreditável

Alexandre Pereira

Escritor, acadêmico de Comunicação Social, Educador Físico, Youtuber, Blogueiro e Pesquisador da Consciência. Penso que a Ciência é o caminho menos pior que irá nos levar as estrelas ao invés da destruição. Também vejo que o autoconhecimento é o caminho que nos levará a iluminação ao invés da autodestruição. Mais matérias e informações em: www.dimensaomental.com.br

O mundo que não quer ver a autocorrupção

Você costuma se enganar e criar problemas para si mesmo?


moedas fogo autocorrupcao obvious.jpg

A maioria das pessoas afirma ser contra a corrupção e atitudes ilícitas. Falar mal de político então é algo comum e natural. Entretanto, boa parte das pessoas é autocorrupta e nem se dá conta disso. Mas calma! Não estou dizendo que você desvia dinheiro público ou faz certos tipos de contravenção. Aqui é dito sobre a corrupção de si próprio.

Mas o que é autocorrupção?

Sabe a dieta iniciada na segunda-feira e, as vezes, na terça-feira já acabou? Isso é autocorrupção. Portanto, se autocorromper é ser o algoz que puxa o próprio tapete. É o criador que cria regras e faz questão, consciente ou inconscientemente, de burlar o estabelecido de modo quase sistemático. Toda postura autodestrutiva, ainda que mais moderada, é uma forma de autocorrupção.

Uma pessoa que fuma e, em decorrência desse hábito, acaba tendo câncer ou abreviando sua vida é um exemplo vívido dessa autocorrupção. Nesse instante, se você está pensando que se for assim quase todo mundo é autocorrupto você está certo. Só que isso não justifica suas autossabotagens. Mesmo que todo mundo esteja fazendo algo errado, se permitir entrar na onda é se prejudicar em função da aceitação social.

A autocorrupção agride todos, especialmente a si mesmo. Num mundo socialmente doente como o nosso é mais fácil apontar o dedo para os erros de figuras públicas do que, por exemplo, sair do sedentarismo que mata. Isso mesmo, sedentarismo mata. Sabe aquela gordura da carne que só serve para entupir as veias do coração? Adivinha!? Se alguém não sabe que faz mal cabe um atenuante, mas se entupir de gordura sabendo que realmente faz mal é autocorrupção crassa.

Mas é possível se renovar e sair dessa condição?

Claro que sim. Nascemos e fomos criados a aceitar e fazer "vista grossa" para certas posturas imaturas e incoerentes e sequer cogitamos a possibilidade de ser autocorrupto. Mas para isso, é preciso enxergar os benefícios que viver uma vida mais transparente, sincera e equilibrada. Viver de hipocrisia é fácil. Viver com sabedoria é mais difícil. Cabe muita reflexão e coragem seguir o caminho menos comum e mais maduro quando o infantilismo parece nunca sair de moda.

Segundo a Conscienciologia, por exemplo, até mesmo as mentiras em pensamento são uma forma nociva de manifestação. Segundo a lei do retorno, de um jeito ou de outro, toda ação doente acaba não saindo impune. Eis uma breve lista com apenas 20 exemplos de autocorrupções grosseiras e sutis:

Os ditos "jeitinhos".

A preguiça permanente.

Fazer algo porque ninguém está vendo.

Excesso de peso corporal.

Excesso de celular ou vida virtual.

Alcoolismo socioso.

Tabagismo.

Uso de drogas.

Acumplicimentos familiares.

Acumpliciamentos profissionais.

Procrastinação (empurrar com a barriga).

O gersismo.

Aventuras extraconjugais.

A vida às custas do governo.

Negociatas e maracutaias.

As justificativas forçadas.

Os "atalhos" que fogem do esforço.

A automedicação indiscriminada.

O sexo sem proteção.

Vandalismo.

A grande renovação do mundo será o tempo em que a maioria da população viverá uma condição de incorruptibilidade ao invés da autocorrupção generalizada que sempre existiu. Não se permitir corromper é uma das virtudes mais maduras perante a convivência consigo mesmo. Afinal, tem gente que é tão autocorrupto que nem precisa de inimigos para se prejudicar.

Você se corrompe? Em qual nível?

Alexandre Pereira

Escritor, acadêmico de Comunicação Social, Educador Físico, Youtuber, Blogueiro e Pesquisador da Consciência. Penso que a Ciência é o caminho menos pior que irá nos levar as estrelas ao invés da destruição. Também vejo que o autoconhecimento é o caminho que nos levará a iluminação ao invés da autodestruição. Mais matérias e informações em: www.dimensaomental.com.br.
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/sociedade// //Alexandre Pereira