j. domingues

Velejando no imenso oceano da vida.

José Domingues

Designer Gráfico por profissão. Ilustrador por vocação. Escritor por paixão pura!

O momento mágico

Você acorda às três da madrugada e, insone, não encontra mais disposição para voltar a dormir. Pode ser mais uma daquelas horas angustiantes ou, quem sabe, o Gênio das Ideias está tentando te contar um segredo!


noite_estrelada.jpg

Inúmeras vezes, isso acontece na vida de qualquer pessoa, sem distinção de sexo ou idade. Na maioria das vezes, é um distúrbio associado à preocupações do cotidiano ou àquele problema longe de ser resolvido.

Mas, tirando os problemas ou as preocupações, quero falar daquele momento de insônia que surge de forma espontânea, sem ligação patológica. É preferível chama-lo de: “Momento Mágico”.

Acontece geralmente quando acordamos, sem motivo aparente, na madrugada e, uma leve sensação de inquietude se apodera de nossa mente. Uma espécie de ansiedade sem explicação, longe de ser depressiva, mas, de certa forma, instigante. Se você trabalha com criação, arte ou literatura, com certeza entenderá do que estou falando.

É sobre aquele gênio das ideias que entra em ação, quase sempre, quando estamos dormindo e, sem nos pedir licença, desperta-nos em meio de nosso melhor sonho. É preferível imaginá-lo dotado de vida própria, assim, estaremos possibilitando à mente, uma maior acessibilidade ao conteúdo transmitido.

Nessas horas, caneta e papel devem estar ao nosso alcance. A magia é tão fugaz. Deixa-nos sua mensagem como um aroma perfumado que, à menor ventilação, se esvai. Tente captá-la. Sinta sua presença, de forma atenciosa e, sem pressa. Vá à pia e enxágue os olhos. Refresque-se, beba um copo com água e, abra as cortinas. Admire as estrelas da madrugada e, sinta a brisa leve desse momento único. Deixe o seu gênio cumprir a missão da qual fora encarregado, sem encontrar resistências da razão, que sempre procura contestar.

É dessa forma que entramos em contato com o divino, sintonizando-nos com o Universo. Um momento que pede oração? Uma canção silenciosa cairia bem? Tudo é válido. Não importa sua crença ou religião. Esse instante mágico nos eleva acima de qualquer conceito ou filosofia de vida. Os antigos chamavam-no de inspiração divina. Os poetas e escritores: iluminação.

É nesse momento que os dedos do escritor ganham vida própria e, em frenesi, digita as palavras, num ritmo constante. E sua história segue um rumo independente, com fluidez e, livre daquela angústia, em frente à página em branco.

As grandes criações, os best sellers, as músicas que contagiam, são produtos desses instantes únicos. Aquela ideia brilhante que leva as pessoas a perguntar: “Por que não pensei nisso antes?”

Quem pode nos dizer que, numa madrugada insone, Einstein teve aquela visão de sua fórmula mais brilhante?

Foi numa madrugada que Mary Shelley, com os nervos à flor da pele e a mente repleta de imaginação, acordara de sono agitado.

Mary-Shelley_Female-Fright-Writer_HD_768x432-16x9.jpg

“Vi o pálido mestre das artes perversas ajoelhar junto da criatura que tinha acabado de montar. Vi o fantasma abominável de um homem jazendo estendido e, subitamente, com a ajuda de uma máquina enorme, dar sinais de vida e movimentar-se desconsertadamente.”

Dois anos depois desse sonho, seria publicado uma obra literária sob o título de Frankenstein, de Mary Shelley, que hoje já entra no seu segundo século de existência, sem perder o encanto de outrora.

Não nos esqueçamos de Poe, Conan Doyle, Agatha Christie e, mais recentemente, J. K. Rowling. Seus melhores personagens e, suas maiores contribuições ao mundo literário, não surgiram a partir de cronogramas pré-estabelecidos. Lendo qualquer romance saído da mente desses autores, sentimos uma energia que nos condiciona à leitura com um certo enlevo de prazer. Sentimos magia e encanto em cada palavra.

E você? Que tal prestar mais atenção nesse momento? Quem sabe algo fantástico e maravilhoso surja de sua mente, numa madrugada insone!


José Domingues

Designer Gráfico por profissão. Ilustrador por vocação. Escritor por paixão pura!.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious //José Domingues