j. domingues

Velejando no imenso oceano da vida.

José Domingues

Designer Gráfico por profissão. Ilustrador por vocação. Escritor por paixão pura!

Ser protagonista ou espectador no cenário digital? Eis a questão

Como está sua relação com a internet?
É você o(a) protagonista ou expectador(a) nesse cenário digital?
A dificuldade em responder a essas duas simples perguntas, é um sinal de que você precisa refletir um pouquinho mais sobre sua relação com o mundo virtual.


dependente_net.jpg

Que atire a primeira pedra quem nunca se perdeu no tempo enquanto, diante do smartphone online, gastou vários minutos em digitação frenética, com o olhar absorto e alheio aos acontecimentos em nosso redor. Uma atividade cada vez mais comum no cotidiano, seja no trabalho ou no lar e, de modo assustador, tornou-se algo natural, instintivo e característico do homem moderno.

Estar plugado, seja no celular ou computador passou a ser um ritual indispensável no dia-a-dia das pessoas. Mas, será que estar conectado diante de tanta informação estaremos vivenciando de forma sadia a nossa realidade? Estar interagindo com um grupo de amigos diante da tela de plasma é realmente satisfatório para a nossa convivência na sociedade? Nos envolver emocionalmente com alguém desconhecido por intermédio de uma rede social é uma alternativa correta para encontrar nossa felicidade?

Tantas vezes nos pegamos com aquela angústia sem saber a causa? É preocupante o número de pessoas que sofrem de ansiedade e depressão nos últimos tempos, sem falar nos casos de suicídios por conta do cyberbullying. São sinais alarmantes que expõe o lado nocivo da dependência virtual. A angústia diante daquela postagem que não recebe “likes”, ou a expectativa frustrada diante daquele perfil que não fica online... Ou ainda, aquele término de relacionamento por causa de algumas fotos “marcadas” daquela festa... Haja coração!

Por outro lado, uma parcela dos usuários consegue se beneficiar desse imenso poder informativo da internet, direcionando-o à vida prática, de forma construtiva e favorável à realização de seus ideais. Eis o caminho mais prudente e sensato, uma espécie de atalho seguro que nos leva a colher as coisas boas e positivas que se apresentam no meio do emaranhado mundo virtual. Sendo assim, podemos eliminar os empecilhos desnecessários que, caso deixemos acumular, só nos trarão surpresas desagradáveis no futuro.

Em um mundo cada vez mais competitivo, onde as informações e os conceitos que ditam a sociedade mudam da noite para o dia, fica cada vez mais difícil guardar conosco algo importante por muito tempo. E tais informações e conceitos são os principais responsáveis pelas mudanças em nossa vida, sem que ao menos possamos perceber. A internet é uma ferramenta poderosa assim como um livro é um instrumento necessário para uma mente mais sábia e saudável, porém, a maneira em que a utilizamos é quem dita o resultado.

Às vezes querer ser protagonista, nos apegando no que é real e, ao mesmo tempo, nos desapegando do mundo virtual, poderá nos dar alguma relevância e nos satisfazer ao calor de nossos esforços quando nos deparamos com algumas realizações. Porém, o tempo não perdoa. A velocidade com que a areia cai na ampulheta não nos permite alcançar tudo o que desejamos. E, na maioria das vezes, o que conseguimos conquistar ou recuperar jamais virá a nós da forma que realmente imaginávamos.

É sábio lembrar o célebre pensamento de Charles Chaplin: "Todos somos figurantes. A vida é tão curta que não dá para mais." Conforta-nos a ideia de que, quando assumimos a direção de nossa vida, agindo e coordenando as atividades do dia-a-dia que nos possibilite alcançar nossos objetivos, estaremos, pelo menos, solidificando nossas conquistas no futuro.

Esperar que os acontecimentos se concretizem por si próprios, ou deixar que os conceitos e os modismos ditem as mudanças em nossa vida é uma alternativa para os acomodados. Para esses, os eventos que surgem, sejam eles bons ou ruins, são produtos do acaso ou, dádivas de um deus que joga dados com a humanidade.


José Domingues

Designer Gráfico por profissão. Ilustrador por vocação. Escritor por paixão pura!.
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/sociedade// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //José Domingues