janela

A percepção que você tem do mundo é o que você vê da janela.

Samella Velez

A arte de não calar

Você não faz ideia do barulho que o silêncio provoca.


A arte de não calar.jpg

Lembro-me na infância que antes de ir a qualquer consulta médica, minha mãe sempre falava: “ao chegar à sala do médico, e ele perguntar o que você está sentindo, conte tudo para ele”. E assim, aprendi a falar sobre minhas dores físicas.

Acontece que na vida, ninguém nunca nos preparou para falar sobre as nossas dores emocionais, a gente sempre cala ou conta uma mentira para tentar agradar. Por causa disso, temos que aprender a lidar com o sofrimento que aprendemos a carregar sem que ninguém possa nos curar.

Falar é libertador, calar para não magoar é criar a própria ferida, e é ferida que nunca cicatriza. Levei algum tempo para aprender isso, e entender que não importava o que eu dizia, mas COMO eu dizia. Desde então aprendi que eu podia falar qualquer coisa a alguém, desde que eu soubesse como expressar. Isso é arte de não calar.

Não importa o quanto a gente tente não decepcionar ou magoar alguém, uma hora ou outra isso sempre acontece, seja pelo ruído sobre o que foi dito, seja pela livre interpretação que alguém dá ao que acabamos de dizer.

O fato é que silenciar também nunca trouxe a cura, suspeito que o barulho que o silêncio causa nas relações humanas é muito mais assustador do que qualquer verdade dita. O silêncio grita e ecoa em forma de dor, por isso não há melhor remédio que o falar.

Então antes que a dor da alma só faça piorar, exercite o falar. Afinal, o que você está sentido hoje?


version 1/s/recortes// @obvious //Samella Velez