janela

A percepção que você tem do mundo é o que você vê da janela.

Samella Velez

Desapego

"Custa muito mudar a posição de um amor, de uma dor, custa encarar que aquela roupa que a gente gostava tanto já não serve mais, assim como certos sentimentos..."


Desapego.jpg

Um dia a gente acorda com vontade de colocar tudo em ordem, a gente sempre decide começar pelo guarda roupa que, aliás, deveríamos chamá-lo de guarda lembranças.

Abrimos a porta do móvel, mexemos aqui e ali e não demora muito para as velhas lembranças aparecerem, tudo o que nós guardamos com a promessa de nunca esquecer, certamente esquecemos.

A gente nunca tem noção de quanta coisa guardou lá dentro, mas se decidimos colocar tudo em ordem, pagaremos o preço das coisas boas que insistimos em preservar nesse lugar e das más lembranças que esse lugar também esconde.

Esconde tanta coisa que já não serve mais, mas que a gente insiste em guardar e atribuir um valor sentimental, só por uma questão de apego. Noutro dia a gente acorda com vontade de colocar tudo em ordem, e dessa vez, a gente decide começar pelo coração que, aliás, deveríamos chamá-lo de guarda sentimentos.

Então, decidimos de peito aberto rever aqui e ali e não demora muito para as velhas lembranças aparecerem, tudo o que guardamos com a promessa de nunca esquecer, certamente esquecemos e hoje já não tem tanta importância.

A gente nunca tem noção de quanta coisa guardou lá dentro, mas se chegou o dia de colocarmos os sentimentos em ordem, desfrutaremos o prazer de ter guardado boas emoções, mas pagaremos o preço de toda dor e mágoa que este lugar esconde.

Esconde tanta coisa que já não serve mais, mas que a gente insistiu em guardar e atribuir valor ao que nos causa dor só por um capricho, por orgulho ferido.

São nesses dias em que a gente percebe que custa muito colocar tudo em ordem, custa muito mudar a posição de um amor, de uma dor, custa encarar que aquela roupa que a gente gostava tanto já não serve mais, assim como certos sentimentos. É isso que defino como: A difícil missão de praticar o desapego.


version 1/s/recortes// @obvious //Samella Velez