jéssica vieira

Interpretações sobre a vida

Jéssica Vieira

Amo as palavras desde que me lembro que existo. Escrevo pra dividir com o mundo uma pequena parte de tanta coisa que vive em mim, e pra me redescobrir a cada linha

Mude seu mundo

Se parece que durante toda a sua vida o que você fez foi seguir uma massa robotizada, conseguindo excelentes resultados em tudo o que te diziam que era bom pra você, e hoje sente que esse não é o seu caminho, recomece. Quando a angústia alcança grandes proporções, algo te impulsiona a mudar. A dor também é importante, porque sem ela a zona de conforto nos mantém inertes.


transformaçao.jpg

Quanto tempo demora pra gente entender o que a vida quer de nós? Há momentos em que vagamos sem rumo, jogando-nos de cabeça no desconhecido, procurando alternativas. Mas, às vezes, por mais que a gente tente, as respostas de que precisamos simplesmente não vêm. E aí, por mais que se tenha tentado adiar, é inevitável deparar-se consigo em alguma parte do caminho. Nessa hora, o melhor é encarar. Porque se você fugir, acredite: não vai ser pra sempre.

É difícil enfrentar a si mesmo. Não é fácil olhar pra dentro e fazer um estudo aprofundado de como você tem conduzido a sua vida nos últimos anos (ou desde sempre), e constatar o que é que está distanciando a vida que você leva da vida que você quer ter. Muitas vezes, você vai passar horas ou dias, em alguns casos até meses ou anos, e não vai achar nenhuma solução. A pergunta que fica é: por quê? Não existe uma resposta padrão. Pode ser porque se está considerando os aspectos errados, porque não se está conseguindo realmente conectar com o seu interior ou, ainda, a pergunta a ser feita pode não ser 'por quê?', e, sim, 'o quê?'. O que devo fazer para melhorar as coisas? Em certas circunstâncias, achar uma saída é mais importante que achar um motivo.

Separar um tempo para refletir é necessário. Na correria do dia a dia, fazemos tudo o que nos ensinaram a fazer. Crescemos programados pra seguir um padrão e assim fazemos. Até que chega o dia em que os nossos questionamentos começam a se chocar com o padrão. E não dá pra ignorar. Você pode tentar, mas provavelmente não vai conseguir fazer isso por muito tempo. Não dá pra apenas seguir o fluxo sem um propósito, sem algo que justifique o caminho que você está traçando. Você percebe que precisa ir além. Precisa ligar os pontos da reta padrão aos pontos da curva da sua vida. O problema é que nem sempre nós conseguimos entender o desenho que esses pontos formam quando interligados. Então, repassamos toda a nossa existência, tentamos descobrir onde está o erro. Sabemos que estamos deixando passar algum detalhe. O detalhe que é a chave para abrir a porta que tanto buscamos. Mas ele se camufla em meio a tantas lembranças, informações e anseios. Nós buscamos de novo, pensamos em dar 'ctrl f' em toda a nossa história, mas não há como encontrar algo quando você não sabe o que está procurando.

Estamos incessantemente atrás de uma chave, mas não nos damos conta de que, talvez, a resposta não seja uma chave milagrosa que vai resolver todos os nossos problemas. Isso envolve mais que um simples detalhe. Uma vida construída para seguir o caminho 'x' não vai mudar para o 'y' de um dia para o outro. Se não sabe pra onde ir, ou por onde iniciar a sua mudança, comece escutando o seu coração ou apenas mudando pequenos hábitos. A resposta está nas pequenas coisas. É preciso ter coragem, paciência e sabedoria. As mudanças duradouras se dão aos poucos. Tão sutilmente, que você só verdadeiramente nota quando elas estão solidificadas. Só aí percebemos a grandiosidade das mínimas mudanças diárias.

O ponto principal da questão aqui levantada é descobrir os comportamentos que precisam ser alterados. Sem perceber, mesmo ávidos pela mudança, continuamos agindo exatamente da mesma forma que nos levou aonde estamos insatisfeitos. Para algumas pessoas, uma chance é o suficiente para conquistar exatamente o que desejaram. Mas, se não for o seu caso, não se culpe. Há muito mais fatores envolvidos nesse êxito do que podemos imaginar. A forma como fomos criados, moldados, condicionados, a nossa personalidade, o meio em que crescemos e muitos outros elementos contribuem para que façamos as nossas escolhas de vida. Se você foi ensinado a temer, provavelmente suas escolhas não serão genuínas e terão mais chances de não te trazer felicidade plena. Mas, se você aprendeu que pode conseguir qualquer coisa pela qual persista, há uma chance muito grande de ter coragem para lutar pelos seus reais sonhos, e não por aquilo que esperam de você.

Não importa onde você está hoje. Se você sente que está no caminho certo para alcançar aquilo que você deseja, ótimo. Agora, se parece que durante toda a sua vida o que você fez foi seguir uma massa robotizada, fazendo testes atrás de testes, pulando de etapa em etapa, conseguindo excelentes resultados em tudo o que te diziam que era bom pra você, e hoje sente que esse não é o seu caminho, recomece. Recomeçar é uma palavra bonita, fácil de se falar e que nos traz esperança. É, ao mesmo tempo, difícil de ser colocada em prática, mas quando a angústia alcança grandes proporções, algo te impulsiona a mudar. A dor também é importante, porque sem ela a zona de conforto nos mantém inertes.

Se a vida é uma só, e o fim é o mesmo pra todos, recomeçar quantas vezes for necessário deve ser visto como oportunidade. Não nascemos perfeitos, não nascemos sabendo, então, que maravilha é poder, na mesma vida, corrigir o que não deu certo, reinventar-se até sentir a sua alma em paz. A paz que só sente quem ‘está no lugar certo, fazendo o que deveria’ ¹. Ouse, descubra-se, permita-se, recomece quantas vezes for preciso e desfrute todas as experiências. Não tenha medo de arriscar e, se tiver, arrisque assim mesmo. A vida é simples. Para viver bem, basta que saibamos ser simples também.

“Se as coisas não mudaram até agora, então deixe as coisas como estão e mude você. (Martha Medeiros)”.

¹ Pe. Fábio de Melo.


Jéssica Vieira

Amo as palavras desde que me lembro que existo. Escrevo pra dividir com o mundo uma pequena parte de tanta coisa que vive em mim, e pra me redescobrir a cada linha .
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Jéssica Vieira