letrismos

Era só pra deixar a música tocando mas quando me dei conta já estava escrevendo

Ana Clara Alves Ribeiro

Advogada, tocantinense, apaixonada por música, arte, cultura, entretenimento, humanidades e tudo que envolve criatividade, cores, palavras, ângulos, sonhos, possibilidades, conexões...

  • Anitta e MC Guimê.jpg
    Da inconstitucionalidade e impossibilidade fática da proibição do funk

    A proibição do baile funk, além de inconstitucional, não eliminará o gênero musical, que continuará sendo produzido e ouvido em outros lugares. Além disso, é impossível proibir a existência de um gênero musical, porque é impossível delimitá-lo.

  • tweet kanye.jpg
    "More life", more challenges

    O mais recente trabalho de Drake oferece perspectivas reveladoras sobre as recentes mudanças nos hábitos de consumo de música e sobre a ressignificação do conceito de arte.

  • PANTONE-Color-of-the-Year-2017-Greenery-15-0343-leaves-2732x2048-1200x900.jpg
    Um 2017 bastante Greenery!

    O verde simboliza a essência, aquilo que é natural, aquilo que brota naturalmente de dentro de nós. A cor eleita pelo Instituto Pantone para o ano de 2017 reflete a tendência de a sociedade procurar a calma, renovar a esperança e a fé em novos tempos e novos começos.

  • Thumbnail image for Frase de Thomas Edison.jpg
    A rejeição não existe

    Todo desejo é uma realidade acessível ao ser que o deseja; pois se ela não fosse acessível, desejá-la sequer seria possível. Não se pode desejar aquilo que se ignora. Nenhum olho brilha por algo que não consegue enxergar.

  • A arte Cristina Pescuma.png
    Arte e seu lugar no tempo: uma perspectiva histórica e metafísica da música retrô a partir do álbum “Reboot” das Wonder Girls

    A música é uma forma de expressão da individualidade do artista, de seus desejos, ideias e sentimentos, moldada por padrões sonoros que dificilmente escapam da influência das tendências da contemporaneidade.
    A música de uma época, portanto, passa uma mensagem sobre aquela época. Sendo assim, qual é a mensagem que passa a música que imita as tendências de uma época passada?
    Que lugar ocupa, na linha do tempo, a música cuja proposta é reproduzir o padrão de outra época?

  • Usando o celular.jpeg
    A era dos mundos individuais

    Cada ser humano é único e nenhum deles quer mais ser enxergado como só mais um na multidão. Quem não perceber isso não vai conseguir ter sucesso hoje. Essa é a era “eu sou especial”.

  • Taylor-Swift.PNG
    Branding, marketing e administração segundo Taylor Swift

    Destacando-se por conseguir manter-se em evidência mesmo em um momento no qual o mercado da música e do entretenimento passam por profundas transformações, Taylor Swift e seu sucesso têm muitos elementos que podem ser copiados por marcas e empresas.

  • Feeling loved.jpg
    É melhor ser aceito ou ser compreendido?

    Entre as carências do indivíduo estão a aceitação e a compreensão, tanto perante o Estado quanto no campo dos sentimentos. Politicamente, ser aceito e compreendido significa ser incluído e ser enxergado como ser digno de direitos, de acordo com as particularidades que o fazem mais ou menos diferente dos demais. Já nas relações de amor de todas as espécies, ser aceito e compreendido envolve um nível de empatia muito maior.
    Não sendo possível ter as duas coisas, qual delas seria preferível: a aceitação ou a compreensão?

  • redes sociais smartphones.jpg
    As falácias constituindo empecilhos à eficácia do ativismo digital

    “Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”... Pleonasmo? Pode até ser, mas é justamente por descartar a lógica contida nessa sentença que muitas discussões têm se enfraquecido – nesse exato momento, por exemplo, alguém pode estar lendo essa frase e achando que “discussão” é sinônimo de “briga” ou “embate”. Nem sempre algo significa somente aquilo que a percepção individual consegue enxergar – e quando ignoramos isso, na sede e pressa para twittar ou retwittar a respeito de um ponto de vista publicado por alguém, corremos o risco de prestar um desserviço à causa discutida.

  • writing.jpg
    De Olavo Bilac a Eminem: a relação entre forma e conteúdo na poesia parnasiana brasileira e no rap norteamericano

    Será que forma e conteúdo são conceitos tão autônomos assim? O estilo com que cada artista usa da forma para transmitir sua mensagem diz muito sobre ele e o contexto no qual está inserido. A escola parnasiana foi a que mais privilegiou a forma, a "arte pela arte", mas mesmo nas letras daquele que parece ser o estilo musical menos preocupado com formalidades é possível encontrar uma essência comum a ela. Olavo Bilac, Alberto Oliveira, Biggie Smalls, Eminem... Cada um usou dos elementos de que dispunha para criar arte, cada um à sua maneira.

Site Meter