lições de partir

É preciso partir para buscar ser inteiro outra vez. E é essa busca que reparto por aqui.

Wal Reis

Jornalista, geradora de conteúdos editoriais, especialista em fazer 54 coisas ao mesmo tempo, incluindo escrever sobre o que realmente me importa. Procuro retratar nos meus textos a contramão da história, o lado menos óbvio e politicamente incorreto, aquele que mais se aproxima da realidade. Confira minha página "Em Outras Palavras", no Fabebook: https://www.facebook.com/porWalReis/

*Socorro: não estou sentindo nada

E quando nos damos conta, o amor saiu à francesa, sem deixar pistas, marcas ou dores


doll-856534_1920.jpgEm determinado momento nos damos conta de que já não nos importamos mais. É um não-sentimento que aparece devagarzinho, com muita elegância e se instala como aquela visita que não vai mais embora.

Percebemos que receber mensagem ou não, falar ou não, encontrar ou não: tanto faz. Não é raiva. Não é decepção. E nem chega a ser desapego. Mas aquele anseio que arrebatava, fazia fritar depois de uma briga, aquela ausência que doía como um braço amputado agora cabe num prosaico “tanto faz”.

É o amor esvaziando.

É difícil aceitar que a “nossa” música vai tocar e não vai tocar. Que, antes de dormir, não se suspira de saudade, nem de agonia e muito menos de raiva. Simplesmente não se suspira.

Mas relutamos. Revisitamos fotos e relatos para nos reapropriarmos da emoção ali documentada. Em que gaveta ficaram os planos, em cuja linha final se lia “para sempre”?

Só resta um nada. Um nada que não machuca, mas não alimenta. Que é silêncio, mas não calmaria. Um nada que não promete, mas também não cumpre.

(*Socorro, letra de Arnaldo Antunes)


Wal Reis

Jornalista, geradora de conteúdos editoriais, especialista em fazer 54 coisas ao mesmo tempo, incluindo escrever sobre o que realmente me importa. Procuro retratar nos meus textos a contramão da história, o lado menos óbvio e politicamente incorreto, aquele que mais se aproxima da realidade. Confira minha página "Em Outras Palavras", no Fabebook: https://www.facebook.com/porWalReis/ .
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Wal Reis