livro em branco

Reflexões do século XXI

Isabela Spínola

  • 2.jpg
    Estupidificação humana

    Este é precisamente o momento em que realizamos que a concentração de poder tem apenas por fim a manipulação de sociedades, pela necessidade de ordem social que o ser humano necessita. Se assim não o fosse, ainda hoje seríamos um neandertal. Quem não chegou a esta fronteira de pré-loucura jamais identificará a manipulação diária de que é alvo.

  • Licao-de-vida-um-caminho-a-seguir.jpg
    A ciência sem ciência

    Que nunca seja abandonado pela humanidade este mistério, que nunca se desista do amor só porque sim. Tudo se torna suportável quando nos partilhamos, quando não receamos dar o nosso olhar ao desconhecido. Que perdure pela eternidade a vontade de contar as estrelas, a vontade de dançar ao luar numa estrada qualquer, que continuem a ser feitas as loucuras que não podem ser expressas em palavras, que no final de contas continuemos a esboçar com leveza um sorriso só por termos quem temos ao nosso lado.

  • frases_pensativas_indecisao.jpg
    A vida apenas acontece...

    A vida apanhar-nos-á sempre desprevenidos numa terça-feira de manhã, não temos como prever ou controlar o imprevisto e um dia ele chegará. Até que esse momento entre em definitivo, podemos transformar o difícil em fácil, o impossível em possível, esquecer os modelos de vida inventados para dar lugar à nossa verdade, chamar a nós o que realmente nos realiza e nos dá paz

  • baloes.jpg
    De que cor se veste a tua alma?

    Não nos podemos antever no olhar do mundo, não podemos ser a sombra do pensamento alheio, não somos esse resto de nada. Ainda respiramos através da nossa essência não plastificada, aquela que se encontra delicada e doce na solidão e que amarga e definha no caminho estreito do parco juízo.

  • foto 44.png
    O desafio é simplificar

    Se fosse simples, não escreveria sobre o tema, se fosse simples não existiria esta maré de solidões, se fosse simples, os psicólogos e psiquiatras não existiriam. Existem caminhos de vida que conduzem o ser humano a este vale de silêncio, onde o cinzento é a única cor visível. Por experiência própria, por análise casuística, chego à conclusão que existem alguns factores que contribuem para o crescente marasmo solitário em que se encontram as pessoas, para esta zona híbrida entre o viver e não viver.

  • foto 5.jpg
    Paradigma do Amor

    Viver um amor real, é antes de mais, dar uma oportunidade real a nós próprios de dar o nosso melhor a alguém, é dar cor à vida que teima em não sair do cinzento, é acreditar que bastamos e não recorrer a truques de magia. Isto faz-se com a coragem que só os humildes sabem ter, com a consciência de que somos apenas mais um em sete biliões, e com a certeza de que não somos individualmente suficientes para atingir a harmonia.

  • transferir.jpg
    Emocional e/ou Racional

    Não abriria mão das emoções, são o pulsar da pele que nos faz sentir vivos. Nunca abdicaria da racionalidade, são a mais nobre sublimação das emoções.

  • tumblr_mipjh4qwEq1s4tfpno1_5077770.jpg
    Com...Paixão, de dentro para fora

    Queremos estar ao lado de alguém que nos desperte a pele, sempre "com paixão", e sem motivo nenhum em especial. Como combinar "com paixão" com "compaixão"? Não tenho a menor ideia.

  • IMG_1630.JPG
    Mitos & Conceitos

    O acto de confiar, nada mais é, do que darmos parte da nossa vida a alguém, e esta é uma decisão exclusivamente individual. Congelar o carácter de uma pessoa no espaço e no tempo, é um erro crasso que cometemos, e que nos hipoteca como seres individuais. O único bem maior que obtemos na interacção com seres-humanos, é a partilha de experiências sem daí nada esperar, muito menos cobrar. Raramente, a confiança permanece estática no tempo, não quer isso dizer que seremos alvo das maiores traições, quer apenas dizer que somos os únicos responsáveis pelas nossas escolhas, as nossas partilhas de vida.

  • 994476_10153205147146996_1416799242552835408_n.jpg
    A sorte...

    É bom ter a sorte de viver um amor em paz, amor sem pressas, amor sem desamor, sem o eufemismo histérico da paixão, sem a monotonia desinteressante dos espaços vazios. É abençoado quem tem a sorte de viver um sentimento que cresce e se consolida em todos os sentidos.

  • postbigbrain.jpg
    Ensaio sobre a textura da actividade cerebral

    Olhando de fora para dentro, é possível entrar na abstracção e analisar os mecanismos cerebrais. Este exercício para além ser interessantíssimo, faz sentido para compreender as extensões e ramificações que este tema abarca.

  • 10420307_10153328510697049_7794012234480113241_n.jpg
    Voltar a ser humano

    Uma das causas que abraçarei por toda a minha a vida é a luta por uma sociedade melhor. Um tema que não cola bem em sociedades egocêntricas, mas que defenderei porque em primeira instância sou Mãe, em segunda instância sinto-me responsável como ser humano adulto pela preparação das gerações mais jovens, e por fim, porque tento desenvolver diariamente uma consciência social colectiva.

  • 1467211_10203058068359632_314907206_n.jpg
    O ser humano é estranho...

    O ser humano é estranho...somos umas aves raras! O campo das emoções é o mais complexo para o ser humano, uma arte nunca devidamente ensinada e que avassala a mais racional das mentes. Vejamos, todos precisamos de um grande amor na vida, sofrido, molhado, sentido! Senão fosse sofrido nem tão pouco era grande, e quando esteve ao nosso alcance de grandioso não tinha nada, ou não o tratamos como tal.

  • 1431033698574.jpg
    Sentimento de Liberdade

    Já vi inúmeras definições de Liberdade, concordo com todas elas, e continuo a achar que falta aquele pequeno ajuste para que a Liberdade seja plena. Numa sociedade plena de direito, não é possível sequer encaixar este conceito, na melhor das hipóteses temos o nosso espaço de liberdade confinado às fronteiras sociais e jurídicas.

  • e22dd6cacef78f3f687ced86ba0b3a42_Uso-da-mente-humana-24-04-20141-863-430-c.jpg
    Textura da Biblioteca

    O ciclo de vida não mudará porque somos melhores ou piores pessoas. Há um espaço para ocupar, experiências por trespassar e um legado a transmitir. Não há muito mais para oferecer. Cabe a cada um de nós dar-se ao mundo e à vida o melhor que puder e souber.

Site Meter