Eliza Doré

Uma jornalista tentando levar as coisas menos a sério, ok?

Vida extraordinária não existe

Já pensou nunca mais ter um dia ruim? A vida é a mesma sempre. E os momentos excepcionais nem sempre são grandiosos. Quem faz disso tudo algo bom é você.


Os dias são iguais em todos os lugares e para suportá-los criamos diversas definições: cotidiano, monotonia, mesmice, estagnação, marasmo e ad infinitum... Mas não é porque vivemos o mesmo todos os dias que o catalogamos entre “insuportáveis” e “inúteis”. Em sua maioria são designados como “normais” e algumas vezes “extraordinários”.

Vida extraordinária é o que não existe. Ela é a mesma sempre e algumas vezes podemos nos surpreender com algo excepcional, o que gera certa mudança de humor. Se você sente que está lendo um manual de instruções, talvez seja o objetivo deste texto, apenas uma coisa normal sobre algo que você já sabe, mas não lembra todos os dias.

As coisas excepcionais nem sempre são grandiosas. Algumas vezes ultrapassam barreiras onde se encaixam temas como: viagens, promoção no emprego, primeiro filho, reciprocidade no amor, conquistas materiais. Mas na maioria dos casos os “acontecimentos excepcionais” dependem de você.

Tem dias que saímos da cama apenas porque somos obrigados a viver, mas isso não significa que precisa passar em branco: comer algo gostoso, ler uma boa revista, escutar uma música dançante, entre tantas outras atividades podem, com certeza, fazer o seu dia melhor. Sair da mesmice é querer que o seu dia seja ganho pelas pequenas coisas.

Se você não acredita que a sua vida é boa, dificilmente alguém vai fazer isso por você. Mas felicidade não é apenas o nosso próprio bem, é também observar o próximo e ser feliz por ele. Quando você cede o seu lugar no ônibus ou dá a vez na fila, são também momentos que devem ser prazerosos. Boa ação não é apenas um ato de boa educação, é mostrar para si mesmo que a felicidade pode estar presente em todos os momentos da sua vida, mesmo quando ela não é voltada para si.

a3fc321c5b2465a83a97bdf7c82ab7a0.jpg


Eliza Doré

Uma jornalista tentando levar as coisas menos a sério, ok?.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Eliza Doré