Eliza Doré

Uma jornalista tentando levar as coisas menos a sério, ok?

Como não repetir erros crassos no próximo ano

Promessas que não sairão do papel são apenas frustrações que nós mesmos criamos. Deixe a teimosia de lado e aprenda com o ano que passou relembrando apenas um item importante para a sobrevivência: amor próprio


obvivouss.jpg

Virada de ano e segunda-feira deveriam ser dias santos, só pela quantidade de promessas piamente estabelecidas, e que nunca darão certo. O objetivo é geralmente, algo simples e necessário para a vida da pessoa, mas que por pura e consciente preguiça tornam-se apenas palavras que complementam a lista “Um dia eu irei”.

Para evitar frustrações comece o ano sem uma lista de objetivos. Primeiro porque você não irá cumpri-los e depois começará a se sentir angustiado. Quando prometemos algo para nós mesmo é muito fácil burlar as regras e deixar tudo para depois. Por isso não comece o ano com promessas inocentes, não se cobre e não crie ilusões. Se há algo que não precisamos na vida é de autocobrança.

Se você é a típica pessoa que precisa dessas promessas, porque de algum modo terá a sensação de estar organizando sua vida para o próximo ano, não hesite, crie uma lista de objetivos para serem alcançados até o final do ano, mas marque alguns itens que não necessitam urgência. A vida é uma só, não apresse os fatos.

Parar de fumar e emagrecer eram os vencedores do top 10 em todos os anos, mas 2015 nos apresentou o disputado: Deixar de ser trouxa, uma sabedoria que aos poucos tomou conta das redes sociais e tornou-se mantra. Consequentemente, o tema “amor próprio” ganhou destaque. O que graças a Deus, já era hora.

Mas amor próprio não é apenas nos respeitarmos perante as atrocidades do próximo, entenda-se por relacionamentos abusivos em diversos graus. Amor próprio é ter a liberdade de viver conforme sua necessidade, deixando de lado as banalidades, consumir apenas o que é necessário, respeitar-se e não viver pelo o que é imposto.

A verdade é aquilo que já sabemos, não precisamos de pessoas e objetos para que a felicidade se torne completa, antes de tudo sinta-se completo e acredite, nada além de você trará maior alegria. Não deposite no outro a esperança de algo que apenas você está criando e vivendo. O que deve ser, será, só precisa ter fé e autoconfiança. Se preferir continue fazendo listas, materialize seus desejos por meio da escrita, quando a gente quer algo de verdade o universo se encarrega.


Eliza Doré

Uma jornalista tentando levar as coisas menos a sério, ok?.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious //Eliza Doré