Eliza Doré

Uma jornalista tentando levar as coisas menos a sério, ok?

Mulher, sua vagabunda!

Volta e meia o termo “vagabunda” é usado para se referir as mulheres, mas você sabe o que isso significa?


6ec48bc52fd2248c9275b44d247df51a.jpg arte por: TripSixIllustration

Volta e meia o termo “vagabunda” é usado para se referir às mulheres, sempre no contexto ofensivo, agressivo e burro do termo. Para os que não sabem, ou nunca pesquisaram, o dicionário Aurélio explica:

Vagabundo adj. 1. Que leva a vida errante; andejo; nômade. 2. V. vadio (1) 3. Bras. Velhaco, canalha, 4. Bras. Fig. De má qualidade; ordinário.

É óbvio que a palavra nunca foi indício de boa coisa, em nossa cultura vagabundo é sinônimo de malandro, por isso o grande problema. Chamar uma mulher de vagabunda recebeu uma conotação diferente. Mulher é vagabunda porque vai para balada e beija dois homens na mesma noite.

É vagabunda porque usa roupa curta e/ou muita maquiagem. Porque teve uma desilusão amorosa e resolveu curtir mais a vida. Mulher é vagabunda quando é mãe solteira, porque não quis ficar casada com aquele bom rapaz que se dedicava tanto. Mulher é vagabunda e ordinária porque beija, transa e se apaixona por outras mulheres.

Mulher é vagabunda porque rebate críticas em defesa de outras mulheres mesmo quando o argumento é: Ela dormiu com três homens na mesma cama (e nesse caso os homens não são nada além de homens). Ou simplesmente, mulher é vagabunda porque sim!

Mulher é bicho bravo e não existe nada nesse mundo que justifique o fato de ser menosprezada, humilhada e julgada por qualquer que seja seu ato. Não existe ser humano capaz de sentenciar uma mulher, o live arbítrio existe, indiferente do que você carrega no meio das pernas.


Eliza Doré

Uma jornalista tentando levar as coisas menos a sério, ok?.
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Eliza Doré