Mariana Staudt

Jornalista, ariana, apaixonada por sol, verão e praia, por viajar, por fotografar e por escrever. Sou a pessoa mais curiosa que eu conheço e tenho os pensamentos a mil quilômetros por hora.

Para que reclamar tanto?

O pior "reclamão" que existe é aquele que não faz nada para mudar. Aquele que reclama por esporte. Aquele que contamina o ambiente. Pare e reflita se essa reclamação é mesmo necessária e mude o seu dia e de quem está a sua volta.


reclamar.jpg

Quem me conhece sabe que estou longe de ser a pessoa mais paciente do mundo. Mais longe ainda daquela que não reclama de nada. Reclamo, sim, e acho que isso traz melhorias e boas reflexões. Quem é conivente com tudo me causa certo estranhamento, me passando uma imagem de acomodação e falta de vontade em mudar e evoluir.

A questão é que existe uma grande diferença entre reclamar do que está errado, do que é injusto ou do que pode ser melhorado e reclamar de todos os acontecimentos do seu dia. Desde o lanche levar 20 minutos para chegar e não os 10 prometidos ou, até mesmo, que o vento resolveu soprar mais forte bem no momento que você decidiu sair de casa, fazendo você ter quer segurar o cabelo com uma mão e o vestido com a outra. Por alguns segundos.

Reclamar de tudo só tornam as coisas mais difíceis. Reclamar do que não tem fundamento te faz criar um ódio sem sentido, piorando o seu dia e afetando na energia de todos no ambiente a sua volta.

Detesto, por exemplo, quando bloqueiam a passagem na calçada, seja por estarem parados conversando ou andando espalhados lentamente. Essas pessoas se tornam instantaneamente meus piores inimigos. Minha vontade é ter um tanque de guerra e passar por cima, admito. E fico tão feliz quando eu percebo a idiota que estou sendo por ser a única ali me importando com isso. Perco menos fios de cabelo e tenho menos chances de ter um ataque cardíaco ali no meio da rua, se simplesmente desviar deles e continuar meu caminho como se nada tivesse acontecido.

Mas a pior reclamação de todas, em minha opinião, é aquela em que a solução é muito fácil: quem está reclamando mudar de atitude. Se aquela rua que você passa todos os dias tem um buraco que está fazendo aniversário e o responsável não faz nada para resolver, por que não mudar de caminho? Claro, em um caso como este a reclamação deve ser feita ao órgão responsável ou de alguma maneira pública, mas enquanto não arrumam do jeito que deveriam arrumar, resolve só ficar xingando aos quatro ventos? Reclamar que está acima do peso, que não sabe mais o que fazer, mas pede uma lasanha com milhares de calorias de almoço. Não aguenta mais a caixa de e-mails lotada de spams, mas não descadastra a assinatura dos sites. Perde horas falando mal de BBB, enquanto podia estar divulgando alguma ação bacana.

Deixar de reclamar é algo extremamente difícil, porém reclamar menos é um exercício diário que todos podem praticar e faz muito bem a saúde. Não só a sua!


Mariana Staudt

Jornalista, ariana, apaixonada por sol, verão e praia, por viajar, por fotografar e por escrever. Sou a pessoa mais curiosa que eu conheço e tenho os pensamentos a mil quilômetros por hora..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Mariana Staudt