ministério das letras

Visionário às ocultas

Profeta do Arauto

As lágrimas são sinônimos de esforço, querer, persistência, labor. Já os sorrisos, de realização, conquista, ato consumado. Por eu ser lágrimas miscíveis imersas em sorrisos, junto as palavras nas frases, emendo frases nos períodos, teço períodos nos capítulos para alguma biografia de páginas em branco ler.

  • MTV.jpg
    Rockpalast: o palácio do rock; e a fracassada MTV brasileira

    Dando continuidade ao projeto "Sexo, sombra e água fresca e sob luau atemporal, muito Rock and Roll alternativo", proposto pelo passado de época, o nada comum, Profeta do Arauto, segue mais um texto para ser desfrutado sob a lisergia sonora do originalíssimo rock da banda Golden Earring. Ouça-a com a mente; reaja batendo os pés contra o piso; e com o corpo inquieto, transcenda da matéria, afinal, contrário do conceito físico, rock são polos eletromagnéticos que atraem os iguais.

  • gari.jpg
    Descongele o seu coração: emocione-se... ainda há tempo!

    No meio da multidão tinha um "Messias" multiplicador de nesgas de pães com uma Bíblia, um fiapo de goiabada e um copo com água nas mãos. Dando uma nesga de pão multiplicado com um fiapo de goiabada dentro, acompanhado de um copo com água para amolecer o bolo alimentar no meio da multidão tinha um "Messias". E todos comeram como se fosse a última Santa Ceia promovida pelo "Messias" que voltara à Terra antes de Cristo, O Prometido.

  • cassia2.jpg
    O Dia Internacional do Rock, é dia de festa; mas também pode ser considerado o Dia da Catarse

    Ainda que desordenada, equilibrada ou não, respeite a minha regra. Se vocês são dominados pelas regras matemáticas, por que ignoram meu fluxo de caixa? Adiantada ou atrasada, bem ou mal humorada, minha regra mensal, são minhas dores pedindo, implorando pela libertação depuradora. Consegue compreendê-la; ou é complexa demais para o seu entendimento?

  • Imagen Thumbnail para IMG_5535.JPG
    9 fotografias que ilustram o idealismo de Monteiro Lobato pela escrita

    Um povo que não se identifica com os livros, destituído de origens, que macula suas raízes, que não valoriza a cultura regional, - Jeca que conhece Disney, mas não conhece o ladrão que pula os muros para roubá-lo. Moral da história: não conhece o fundo de quintal de sua mansão - que não possui acervo e memória histórica de seus heróis, sempre será povo e nunca família unificada; jamais uma nação de homens livres. Em tempo, libertem os Jeca Tatus dominados pelas garras dos Jhonys... americanos, ingleses, franceses, alemães e outros domadores de ideias dos pseudo-intelectuais atuais.

  • oswaldo.jpeg
    A lista de Oswaldo Montenegro em múltiplas e indiscutíveis metades

    Ontem eu era...; agora eu sou...; daqui a pouco pode ser o fim do agora; por isto, a esperança em poesia, a música cantada e o teatro encenando uma vida de passadas ligeiras, são inscrições que aparecem nas nuvens e desfazem-se com o pincel numa tela de papel úmida... um frágil e mal feito barquinho de papel sem velas que desce a correnteza aos tropeços e cambalhotas. Um barquinho desengonçado que rodopia nos surreais redemoinhos murmurantes da arte.

  • baezjanis.jpg
    As 3 vozes femininas do festival de Woodstock... e o contexto brasileiro

    Quando Janis descobriu o blues, Joan Baez já havia descoberto o folk. Elas e Melanie, se encontraram no festival de Woodstock realizado em uma fazenda nos EUA, no ano de 1969, tocando blues, fazendo folk ao som do rock, em confraternização ao maior evento de música que a humanidade teve o privilégio de conhecer. Depois desse monumental enlace, apoteótico encontro, tanto uma quanto as outras, alinharam seus sentimentos numa linguagem única, no pensar em comum do rock e na liberdade feminina sem trancas nas porteiras.

  • almir.jpg
    O parentesco musical entre a M.P.B e o chamado Rock Rural

    O desconhecido Rock rural está para a conhecida M.P.B, assim como o Folk está para o Rock Progressivo. E além da similaridade sonora, a fusão de ambos os estilos se completam em uma nota só.

  • [000620].jpg
    Longe é um lugar que não existe

    "Começo a viagem no coração do Beija-Flor, que há tanto tempo você e eu conhecemos. Ele se mostrou amigo como sempre, mas ficou espantado quando lhe disse que a pequena Rae estava crescendo e que eu estava indo à sua festa de aniversário, levando um presente."

    Trecho extraído do livro infantil "Longe é um lugar que não existe", escrito por Richard Bach em 1979.


  • bici1.jpg
    A bicicleta é a máquina que mais transpira suor e inspira liberdade!

    O gênio é um por cento inspiração e noventa e nove por cento transpiração. Sem dúvida Thomas Edison, pois o inventor da bicicleta foi pura genialidade transpiradora. E a inspiração? Ora, a inspiração fica por conta de quem é filho da liberdade e neto das lufadas de ventos.

  • siba1.jpg
    A música não escolhe a idade dos músicos para executá-la

    "Toda vez que eu dou um passo, o mundo sai do lugar" é o segundo disco de Siba e a Fuloresta. Com seu ritmo ribombando nas caixas, contagie-se e seja contagiado. O luar e as estrelas das noites brincantes os pertencem...; o sol do dia também. Dai as mãos, feche a roda e brinque de dançar à vontade com as letras rimadas, humor contagiante e o ritmo alucinante da inusitada ciranda. Sobretudo, no que depender das rodas de ciranda, brincar de ser criança não escolhe idade. É isso mestres da banda Fuloresta?

  • liesel1.jpg
    Uma roubava e a outra salvava as múltiplas inteligências contidas nos livros

    Sem outra alternativa, porque as alternativas, opções e o resgaste cármico escolhem apenas alguns membros "iluminados" da família global, Rivania abraçou os problemas matemáticos, as questões filosóficas e as múltiplas inteligências dos livros. E em que pese os seus 8 anos mal vividos, sabia piamente que morrer é pior do que servir no exército da guerra contra a vida. Por isto, foi à luta e deu braçadas, esbravejou contra Deus supremo, desafiou os demônios e mandou à merda Poseidon, o deus das águas. E acima de tudo, enfrentou corajosamente os uivos e pororocas das águas que subiam avassaladoramente.

  • raul.jpg
    Raul Seixas, Jim e Chê são os ícones dos nascidos para serem selvagens

    Born to be wild é a energia vital que inspira a sobrevivência dos roqueiros em meio ao caos urbano; a metralhadora que dispara mágoa em forma de reflexão; a trilha sonora dos aventurosos; o som dos revolucionários rebeldes estradeiros. Definitivamente, o filme "Sem destino" e a música "Nascido para ser selvagem" marcaram, carimbaram, chancelaram, lapidaram uma geração de doidões ociosos que pouco se preocupavam com as falácias dos pseudo moralistas; porque a dignidade do trabalho pregada por eles, não os conduziam à lugar nenhum. Em oposição, pelo princípio psicológico do estímulo e resposta, o negócio dessa trupe reacionária cosmopolita era divagar, ora lentamente, ora apressadamente, o total comprometimento pelos seus semelhantes e nada pelo dinheiro e menos ainda pelas guerras.

  • cristo.jpg
    O Parque Nacional da Tijuca é o que restou da cidade maravilhosa

    "Em geral, é o caráter pessoal do escritor e não a arte do seu talento que lhe marca a importância aos olhos do público." - Johann Goethe.

    Traçando um paralelo entre o caráter e trabalho de Dom Pedro II, na época do império, com o estático e incomunicável Cristo Redentor do Rio de Janeiro, o que é visto de importante e digno de ser elogiado pela criticidade dos olhos do leitor?


  • blues1.jpg
    Desce mais uma dose de Blues brasileiro, por favor!

    Apenas uma? Que nada bluseiro, solicitamente, vou descer quatro doses exageradamente etílicas para sua escolha e prazer. Como peru bêbado em véspera de natal, quero ver você fazer o 4 com as pernas e em transe absoluto, rodopiar sua alucinação em cima dos calcanhares. Deguste, saboreie, tome um porre, caia com a taça e tudo, pelo chão; afinal, nunca é tarde para embriagar-se com o melhor do Blues feito em terras indígenas e o mais sublime, as obras não fica(va)m devendo nada para os trabalhos dos americanos, considerados mestres do gênero.

  • filme.jpg
    A filosofia nicotinada do "Bituca de cigarro"

    …o maldito Filósofo é o núncio de uma sociedade alienada que se recusa à ouvi-lo. Portanto, impede-o de anunciar certas verdades admiráveis. O que é compreensível e também puderas, a nicotina das guimbas de cigarro são armas brancas que dilaceram, cortam, ferem, sangram, enfumaçam, agonizam os pulmões, mas não matam cristão e fumante, nenhum. Porém, o fluxo de tudo isto no metabolismo social, é o sofrimento, a depressão e a diabete psicótica; ou doença silenciosa qualquer, como queira.


Site Meter