ministério das letras

Visionário às ocultas

Profeta do Arauto

No afã que a vida lhe seja a caixa de presente distante da emblemática forca do multicolorido laço de fita da morte, nutro-o com viagens, alimento-o com gargalhadas, enalteço-o em palavras, ironizo quem cruza seu caminho; e fora as subjetividades citadas, dou o que comer e beber diariamente para o meu futuro esquife. Até quando terei que bancar essa chantagem emocional, esse prejuízo econômico, eis o mistério da fé

Artigos publicados em fevereiro de 2019