muito além do óbvio

Sobre inquietudes, artes e algo mais...

Debora Delta

Atriz com um pé no cinema com um pé na escrita e com dois pés na vida.
Fã de Kubrick, Almodovar, Nelson Rodrigues e chocolate para adoçar tudo isso.
Apaixonada pelas inquietudes, pela mutação e por tudo que vai além do óbvio...

Os valores e as relações amorosas

Ao relacionar-se, o quê você busca? Um status de "ter" um troféu? A tranquilidade de um fantoche? A perfeita união de dois seres? Quais são os verdadeiros valores a louvar, nesse labirinto de complexidade que representam os relacionamentos amorosos? E o mais importante, você conhece os seus próprios valores?


holding-hands-1149411_1280.jpg

O que te encanta em uma pessoa? E o que te mantém em um relacionamento? A aparência física, a química, os gostos semelhantes? Sem dúvida, são fatores importantes, mas e a essência, os valores em comum? Muitas vezes nos prendemos a questões um tanto quanto superficiais, no entanto, não serão elas que irão sedimentar uma relação. Obviamente a atração física e a química entre o casal são relevantes, mas algumas pessoas escolhem seus parceiros principalmente ou unicamente por esses motivos e nesse ponto cabe a seguinte reflexão: Você acha que a aparência do seu companheiro(a) irá ajudá-lo a enfrentar as dificuldades do dia a dia? Se você se irritar com ele(a), acha que a sua beleza ajudará a acalmá-lo? E quando a aparência mudar, qual será a base do relacionamento?

couple-731890_1280.jpg

Você também pode escolher alguém pelos gostos em comum, ou seja, ela pode ser uma ótima companhia para assistir os filmes que você gosta, ouvir as mesmas musicas, ir aos lugares que costuma ir. Ter alguém com gostos similares é sem dúvida agradável, mas se por outro lado, essa pessoa não o motiva a ser o melhor que você pode ou muito menos demonstra interesse nas necessidades da relação, dificilmente o relacionamento terá sucesso.

the-lobster-56ae7622a57b1.jpg

No filme The Lobster, do diretor Yorgos Lanthimos, os personagens são aprovados pela sociedade como um casal, apenas se tiverem algo insignificante em comum, como por exemplo, ambos serem míopes, sofrerem de alguma doença ou gostarem de algo totalmente irrelevante. Em uma crítica a um método muito utilizado pelos casais para manter relações, a gerente do Hotel diz: “Se não tiver dando certo a gente coloca uma criança”. Na nossa sociedade, se você está solteiro é julgado e por medo disso, muitos se entregam a relacionamentos superficiais para preencher a sensação de estar “completo” fazendo qualquer coisa para mantê-los.

isolate-1209275_1280.jpg

Quando você entender os seus reais valores e respeitá-los, agindo de acordo com seus princípios, será possível atrair pessoas que partilham valores semelhantes, gerando felicidade para si e para a relação. A forma como você se apresenta, se comporta e interage com os outros revela os seus verdadeiros valores. E são esses fatores que são igualmente importantes para manter uma relação mais sólida e verdadeira. Porque tantas pessoas continuam se relacionando com parceiros com valores tão distintos? Porque as pessoas ainda mantêm relações fadadas ao fracasso? Os motivos podem ser vários, entre eles:

Medo de ficar sozinho - Essa crença social sugere que as pessoas só são felizes quando estão em uma relação. O medo de não alcançar o “modelo de felicidade” leva muitas pessoas a começar uma relação sem conhecer verdadeiramente o parceiro, seus valores e até mesmo seus próprios sentimentos.

Idade - A sociedade condicionou as pessoas a acreditar que quando chegam aos 30 anos, precisam de alguém, como se a data de validade do estado civil "solteiro" expirasse. Isso pode levá-las a se apressarem para estar em uma relação deixando de analisar se serão realmente felizes.

Válvula de escape - Entrar em um relacionamento pode ser uma fuga para os problemas. A pessoa pode se entregar totalmente, viver emoções e uma paixão arrebatadora. No entanto, os sentimentos firmes e concretos não se mantêm, pois a relação apenas serviu como uma válvula de escape.

possible-953169_1280.jpg

Substituição de outra relação - Muitas pessoas costumam iniciar outra relação para esquecer a anterior, tentando se envolver emocionalmente com outra pessoa sem ter se desligado do seu passado, entrando em uma zona ainda mais perigosa de autoengano e ilusão.

Desafio - Algumas pessoas insistem em ficar com outras não disponíveis. Conquistar alguém que não se demonstra aberto para uma relação pode trazer todas as emoções de um desafio, mas que acabará assim que a pessoa conseguir conquista-lo ou o desejo aumentará até minar a sua autoestima. O desfecho, porém, raramente será feliz.

Se as suas escolhas e decisões não estiverem de acordo com seus valores, você possivelmente irá se sentir insatisfeito e infeliz, seja sozinho, seja em uma relação. Portanto, entender os seus valores o manterá na direção certa, principalmente, nos momentos mais difíceis da vida.


Debora Delta

Atriz com um pé no cinema com um pé na escrita e com dois pés na vida. Fã de Kubrick, Almodovar, Nelson Rodrigues e chocolate para adoçar tudo isso. Apaixonada pelas inquietudes, pela mutação e por tudo que vai além do óbvio... .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Debora Delta