mulher de frases

Porque as palavras tem poder e podem nos salvar de todas as maneiras possíveis.

Renata Lima

Sou mineira,tenho 27 anos,apaixonada por livros,filmes e séries.Encontrei nas palavras o sentido para todos os meus anseios e por mais que eu tente ver o mundo como todas as pessoas veem,eu não consigo.
Adoro um drama,olho nos olhos,fotografo a paisagem.
Entro na briga,vivo o momento,aprecio o que é belo.
Sou teimosa e acredito que sem os pequenos detalhes a vida não teria sentido.
Além de escrever aqui,pago de escritora no meu blog pessoal e alguns cadernos por aí.

Stuck In Love, quando o amor dói...

"Se o amor é colocar um lugar na mesa para alguém que nunca voltará para casa, acho que passo."


Eu diria que o filme 'Stuck In Love' é enigmático, ao ponto de nos atrair, de nos convidar para assisti-lo. É daquelas histórias incríveis sabe? Onde cada personagem tem um papel importante, onde cada pessoa, como qualquer ser humano, tem seus problemas, mas de alguma forma, conseguem sair de seus poços e deixar lá dentro seus medos e tormentos. O filme é o primeiro drama/romance escrito e dirigido por Josh Boone, foi lançado em 2012 nos Estados Unidos, e em 2014 aqui no Brasil. Conta com um elenco maravilhoso, com uma trilha sonora de tirar o fôlego e com uma fotografia esplendorosa.

stuckk.jpg

O escritor Bill Borgens (Greg Kinnear) é um pai de dois filhos, Sam (Lily Collins) e Rusty (Nat Wolff), enfrentando uma depressão após ser traído e abandonado por sua esposa, Erica (Jennifer Connelly).

billl.jpg

Sam, aos dezenove anos, está prestes a publicar seu primeiro livro quando conhece Louis (Logan Lerman) , um garoto calado de seu curso, que coincidentemente está tocando no mesmo bar que ela resolveu ir. Em um primeiro momento, Sam ignora Louis, ela o deixa no vácuo, dispensa todas as tentativas do garoto de se aproximar, até que um dia, ela descobre algo sobre a vida de Louis e acaba se aproximando, mesmo lutando contra qualquer tipo de sentimento, ela se apaixona pelo garoto legal e calado, com quem aprende mais sobre a vida.

SamLouis.jpg

Rusty, irmão mais novo de Sam também está apaixonado por uma garota legal da escola, Kate (Liana Liberato), mas ele não tem coragem de se declarar, e apesar de também ser escritor, não consegue viver sua própria vida para ter histórias para contar, Rusty tem medo, vive em um mundo fechado até que em uma conversa com seu pai, ele é encorajado a viver, a partir daí, Rusty começa a conhecer a vida, começa a viver primeiro para escrever depois.

Rustykate.png

Sam nunca perdoou a mãe (Jennifer Connelly) que tenta inutilmente retomar a relação, mas ela não consegue perdoá-la, pois quando era adolescente presenciou a cena em que a mãe trai o pai, e depois o abandona, mas quando Sam descobre mais a fundo a história dos pais, ela entende o que realmente aconteceu, e apesar de ter presenciado a traição da mãe, ela enxerga a história toda por um ângulo que nunca tinha visto.

billleri.jpg

O enredo é bem feito, e apesar de, hoje em dia, a traição ser um assunto bastante falado, o filme mostra os diversos fatores que levam um casal a se separar, e não mostra só o lado dos pais, a história mostra o que uma relação desestruturada faz com cada integrante da família. Bill ficou depressivo depois que a mulher o abandonou, Sam ficou desconfiada e perdeu toda esperança no amor, Rusty ficou medroso, se trancou em seu mundinho, e Erica descobriu que a traição não foi o melhor remédio para suas antigas feridas.

sam.jpg

O filme mostra o potencial que cada ser humano carrega dentro de si, não só o potencial para fazer algo propriamente dito, mas aquele potencial que todos nós temos dentro de nossas almas, a capacidade de perdoar e de seguir em frente, mesmo quando seguir em frente parece não fazer sentido. Sensível, comovente e emocionante 'Stuck In Love' analisa vários tipos de amor: o entre pais e filhos, namorados e irmãos, de modo a prender quem assiste e fazê-lo pensar sobre o que é certo e errado quando se trata de amor.

stuck-in-love.jpg


Renata Lima

Sou mineira,tenho 27 anos,apaixonada por livros,filmes e séries.Encontrei nas palavras o sentido para todos os meus anseios e por mais que eu tente ver o mundo como todas as pessoas veem,eu não consigo. Adoro um drama,olho nos olhos,fotografo a paisagem. Entro na briga,vivo o momento,aprecio o que é belo. Sou teimosa e acredito que sem os pequenos detalhes a vida não teria sentido. Além de escrever aqui,pago de escritora no meu blog pessoal e alguns cadernos por aí..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Renata Lima