mulher de frases

Porque as palavras tem poder e podem nos salvar de todas as maneiras possíveis.

Renata Lima

Sou mineira,tenho 24 anos,apaixonada por livros,filmes e séries.Encontrei nas palavras o sentido para todos os meus anseios e por mais que eu tente ver o mundo como todas as pessoas veem,eu não consigo.
Adoro um drama,olho nos olhos,fotografo a paisagem.
Entro na briga,vivo o momento,aprecio o que é belo.
Sou teimosa e acredito que sem os pequenos detalhes a vida não teria sentido.
Além de escrever aqui,pago de escritora no meu blog pessoal e alguns cadernos por aí.

Somos um, mas não somos os mesmos

"Somos um, mas não somos os mesmos. Temos que carregar um ao outro, carregar um ao outro. Um."


Você, provavelmente, conhece a canção "One" da banda irlandesa, U2, se não conhece, por favor, coloque ela pra tocar agora, é uma das músicas mais lindas e completas que você ouvirá hoje. Essa música é imensamente simples, mas ao mesmo tempo, um tanto quanto complexa. A letra, escrita pelo vocalista Bono, descreve as lutas para manter relações com os outros, mas têm sido interpretada de outras maneiras.

Das várias maneiras que ela foi apresentada, eu sempre escolhi ouvi-la como um hino sobre como as pessoas deveriam se enxergar e enxergar o outro. Nós vivemos em um mundo muito conturbado e assolado pela guerra, pela dor, pelo preconceito e pelo orgulho daqueles que se acham superiores por estarem colocados em uma classe social acima dos demais.

Quando eu escuto essa música, eu tento imaginar como seria o mundo se o amor, fosse realmente um templo, como diz a canção. Como seriam as pessoas se elas pensassem no outro como um irmão ou uma irmã? Como seria o mundo se a sua dor, fosse a minha dor e vice versa? Como a vida seria se eu me importasse com você, como eu me importo comigo mesmo?

onelove.jpg

"Somos um, mas não somos os mesmos. Temos que carregar um ao outro, carregar um ao outro. Um."

Parece um mundo impossível, mas se eu começar por mim, um dia as coisas serão melhores. Talvez você pense que isso é besteira, mas é importante eu me colocar no lugar do outro. É importante eu lembrar que eu não passo de poeira, e que assim como eu nasci, eu vou morrer, nu, sem nada, e que a única coisa que pode fazer a diferença em minha breve existência, é a forma como eu trato as pessoas.

Somos seres únicos, extremamente complexos, mas uma coisa temos em comum, um coração. Um coração que sangra quando é tratado de maneira indiferente, um coração que se entristece quando sofre qualquer tipo de preconceito, um coração que morre um pouco a cada dia, quando sente que não é importante pra ninguém.

Você é importante e único, sua dor precisa ser respeitada, assim como sua alegria. O que diz respeito a vida do outro, diz respeito a vida do outro, sempre. Ajude o máximo de pessoas que você puder ajudar, respeite o máximo de pessoas que você puder respeitar. Ame o máximo de pessoas que você puder amar, porque, sim, todos nós precisamos de amor.

Sejamos pessoas melhores, que possamos enxergar e tratar o outro com respeito, com amor. Vá onde há a dor, e cura. Vá onde não há amor, e ama. Carregue quem você puder carregar. Seja um.


Renata Lima

Sou mineira,tenho 24 anos,apaixonada por livros,filmes e séries.Encontrei nas palavras o sentido para todos os meus anseios e por mais que eu tente ver o mundo como todas as pessoas veem,eu não consigo. Adoro um drama,olho nos olhos,fotografo a paisagem. Entro na briga,vivo o momento,aprecio o que é belo. Sou teimosa e acredito que sem os pequenos detalhes a vida não teria sentido. Além de escrever aqui,pago de escritora no meu blog pessoal e alguns cadernos por aí..
Saiba como escrever na obvious.
version 13/s/musica// @obvious, @obvioushp //Renata Lima