murilloleal

Vencedor sem podiúm

Murillo Leal

Um comediante mal-humorado, Um jornalista indignado, um intelectual criado, um filósofo por acaso, um ser humano mal acostumado, e um filho de Deus mimado. http://www.casaldoblog.com.br/

RIR A DOIS PARA VIVERMOS MAIS E MELHOR!

Um dos grandes inimigos do bom humor é a rotina, pois ela acaba nos fazendo esquecer que um dos objetivos mais poderosos de amar é alegrar-se com o outro a maior quantidade de tempo das nossas vidas. Parece clichê, mas aqui o assunto é sério.


O amor precisa ser vivido com bom humor. Talvez isso não seja segredo para ninguém, mas é algo que nos acostumamos a esquecer.

Um dos grandes inimigos do bom humor é a rotina, pois ela acaba nos fazendo esquecer que um dos objetivos mais poderosos de amar é alegrar-se com o outro a maior quantidade de tempo das nossas vidas. Parece clichê, mas aqui o assunto é sério.

É extremamente necessário aprender a aproveitar oportunidades de cultivar o bom humor entre os dois. Quando perdemos a dimensão do humor acabamos atingindo o outro diretamente. É uma avalanche interminável.

Nada como uma pitada de humor para salvar qualquer situação. Quem nunca ousou fazer uma palhaçada ingênua somente para ver o sorriso do outro talvez não esteja no caminho certo. É desses momentos que faz a vida ter mais sentido! Não tem a menor graça rir sozinho de algo. A boa piada é aquela que precisa ser compartilhada. A piada precisa de outro para existir quanto piada.

INBV-CoupleKissing-shutterstock-e1428588849196.jpg

Não demorei para descobrir que amar pressupõe escolher estar feliz com o outro a maioria dos momentos. Sim, escolher. Afinal, existem realmente momentos que o bom humor é uma decisão. Creio que o conceito de felicidade deve passar por vivenciar os momentos que nunca mais queremos que acabe. Sorrir é um desses momentos.

A vida de ninguém é toda colorida o todo tempo. Por isso, utilizar o bom humor não significa ser inconsequente e, a todo custo, forçar uma graça que não existe. O bom humor é realmente bom quando respeita o outro nas suas sensibilidades. Um comentário que atinge mesmo que sem intenção o outro deve ser evitado. Mesmo que engraçado, pode ser fora do momento certo e se tornar uma bomba relógio.

Por outro lado, coisas simples podem nos fazer trocar o mau humor por risos. Quando se perde a mala em meio a uma viagem de férias, por exemplo, somente um bom humorado é capaz fazer uma piada com a situação: “Eu precisava me livrar daquelas roupas velhas mesmo!” Parece exagero, mas o foco aqui é o segredo de não se acostumar com o mau humor.

Não é bom quando algum dos dois tem um dia difícil no trabalho e o outro logo vem uma piada com o tamanho do nariz do chefe dele? Ou ainda, quando do nada surge aquela imitação barata que ele faz dela reclamando com caretas e vozes estranhas? É desses momentos que precisamos mais.

A banda Los Hermanos tem uma música chamada “O vento” em que a letra diz algo que realmente é muito importante aprendermos: “Se a gente já não sabe mais // Rir um do outro meu bem// Então o que resta é chorar.“. Rir um do outro pode tronar as coisas mais leves.

tumblr_static_tumblr_static_dnqtqzkolzwwswckwcoccccw8_640.jpg

Para alguns, o humor é uma válvula de escape para empurrar assuntos sérios para debaixo do tapete. Isso também é bastante perigoso. Desconfio de gente que é mal-humorada o tempo todo. Tenho inclusive a impressão de que lhes falta algum sentido na vida. Essa gente simplesmente escolhe tirar a sua própria paz por motivos tão bobos que nem percebem mais que se tornaram escravos de si mesmos. Por outro lado, quem tem um bom humor além dos limites pode andar em um caminho melhor.

O bom humor é uma pitada que precisamos em nossos dias para que possamos passar mais momentos divertidos. Não custa nada vez ou outra escolher acordar de bem com a vida. Um “bom dia” mais animado pode ser tudo que alguém precisa.

Deixe o mau humor para aqueles que já escolheram afundar no lamaçal da infelicidade contínua. Ser cordial com um manobrista, com o porteiro, com a amigo mala do seu namorado não é lá um desafio tão grande. O bom humor é um grande facilitador na hora de viver mais leve. Portanto, na vida a dois é indispensável entender isso.

Aos poucos, a gente descobre que ser feliz com o outro custa bem menos do que imaginamos. Que tal tentar?

Leia mais em: http://www.casaldoblog.com.br/


Murillo Leal

Um comediante mal-humorado, Um jornalista indignado, um intelectual criado, um filósofo por acaso, um ser humano mal acostumado, e um filho de Deus mimado. http://www.casaldoblog.com.br/.
Saiba como escrever na obvious.
version 15/s/sociedade// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Murillo Leal