nefelibata

Procurando a inconstante poesia da vida

Lizandra Avanso

Jornalista, poetisa e um pouco de escritora. Paulistana que pega o metrô, que ama cada canto da cidade e que procura em todo lugar a poesia da vida. Às vezes, achamos; outras vezes, não. E você, já encontrou?

Somos Extraordinários – E à nossa maneira de ser

Todos os livros devem causar uma reflexão em nós após a leitura. Meu desejo, como sincera leitora de Extraordinário, é que você passe a ver a vida com outros olhos e que não julgue mais ninguém pelo seu exterior.


extraordinario.-5.png

Se eu pudesse dar alguma sugestão de livro a alguém, diria: Leia o livro Extraordinário. Ele vai te ajudar a ver a vida de outra forma, encarar verdadeiramente as pessoas e a não reclamar tanto da vida.

Longe de fazer uma resenha descritiva, resumo ou falar sobre a autora do livro, pretendo mostrar as lições que podemos tirar e fazer deste livro como um dos mais marcantes de nossa vida.

Todos os livros devem causar uma reflexão em nós após a leitura. Meu desejo, como sincera leitora de Extraordinário, é que você passe a ver a vida com outros olhos e que não julgue mais ninguém pelo seu exterior.

August é um menino como qualquer outro e com uma família bastante amorosa. Por onde passa, é notado por seu rosto desfigurado, ou deformado, como ele mesmo diz na história que narra. Os olhares assustados o encaram e nada ele pode fazer para mudar isto. Ele finge que não liga, mas liga sim.

Através de seu relato e de outros personagens que convivem com ele, conseguimos enxergar o quão grave é julgar alguém pelo exterior e o quanto isso impacta de forma negativa na vida daquela pessoa.

O menino Auggie, como ele é chamado pelos mais próximos, vai ensinar que tudo pode ser enfrentado, por mais difícil que seja e, por mais que o universo, às vezes, não seja legal conosco, por outro lado, temos coisas positivas à nossa volta, que faz com que tudo dê certo no final.

Temos o hábito e rotina de reclamar da vida, das pessoas, das coisas ou a falta delas. Os bens matérias, no mundo de hoje, são mais importantes que o caráter e a lealdade. As pessoas são demonstradas e valorizadas por aquilo que têm ou por seu exterior e imagem, jamais o contrário.

A família de August e amigos próximos, junto com o menino de 10 anos, vão mostrar que não devemos julgar as pessoas pelo exterior, mas pelo o que realmente são. Mais que isso, o livro nos ajudará a ver nossas próprias e vidas e como nossos problemas são tão pequenos e fúteis comparados com este garoto e de tantas outras pessoas com problemas e deficiências bem mais graves.

Após ler este livro, veja o quão feliz você é, com pessoas, amigos e familiares bons à sua volta, com certa medida de saúde, conforto e vida. Auggie só queria ser uma criança normal, ter um rosto normal e ele passará por toda a sua vida sem isso, mesmo depois de infinitas cirurgias plásticas. Sim, era para ainda ser pior!

Mesmo com todos os problemas e olhares maldosos que enfrentou desde a tenra infância, Auggie nos ensinará, através de sua história, que é possível viver por mais difícil que seja, ser feliz e levar as adversidades com humor, alegria e otimismo. Também mostrará o quão importante é uma família unida nestes momentos. Personagens do livro falarão sobre esta característica e como admiram na família de August.

O garoto também mostrará o quão extraordinário ele é para si mesmo e para que os rodeiam. E quanto a nós? Também somos extraordinários, segundo nossas características, vida e personalidade. A unidade nos faz extraordinários e maravilhosos, à nossa própria maneira de ser.


Lizandra Avanso

Jornalista, poetisa e um pouco de escritora. Paulistana que pega o metrô, que ama cada canto da cidade e que procura em todo lugar a poesia da vida. Às vezes, achamos; outras vezes, não. E você, já encontrou? .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Lizandra Avanso