Victória Mendes

Victória Mendes
A Superlativa
(24hrs alerta para os seus textos!)
@asuperlativa
/asuperlativa

Quantas vezes ainda vou precisar perder?


Sem título.png

(Shana Moss, Loss, 2014, oil in canva)

A vida se encarrega de trazer os chacoalhões necessários quando precisamos de mudanças, e note que nem sempre as mudanças são feitas todas juntas. Você sabe quando pode mais, mas ainda sim nega. Negamos o nosso potencial, as nossas responsabilidades e atribuições porque temos medo e somos cercados por uma sociedade medrosa. Quem arrisca é louco e não tem amor às pessoas o que cercam.

E quem disse que isso é o certo?

Quem disse que você precisa continuar assim?

inconsolable-grief-1884.jpg!Large.jpg

(Inconsolable grief, Ivan Kramskoy, 1884; oil in canva)

Aquele seu conhecido (note, conhecido, logo, não deveria ter influência alguma em sua vida) crente que fala que os teus pecados vão passar num telão no juízo final, então é preciso temer o que faz?

Aquela pessoa que não pode ver um passo seu a frente que tenta te colocar medo do fracasso?

Aquela pessoa que não suporta teu sorriso e gargalhada, e de qualquer forma tenta te colocar pra baixo?

Foi isso que gerou a pergunta “quantas vezes ainda vou precisar perder”.

Perder o brilho, perder os sonhos, perder a vida. A paz.

Precisei perder anos da minha vida com pessoas que não me agregavam nada ou eram abusivas para entender que eu deixei minha autoestima ser moldada de forma errada, e que me ensinaram a ser permissiva.

Precisei perder um animal de estimação que amei muito para entender que não existe sequer uma alma pura de intenção nesse mundo, mesmo os que eu mais amo, e como é duro pensar isso. A visão romantizada das pessoas nos faz acreditar que essas coisas nunca acontecerão com a gente. Mas acontecem.

Precisei perder bens materiais que muito estimava para entender que estava me cercando de lixo para me sentir segura, por causa de privações deixei que me afligissem.

Quais outros chacoalhões vamos precisar esperar para ter uma vida digna?

“O ladrão vem somente para roubar, matar, e para destruir; Eu vim para que tenham vida, e vida em abundância” (João 10:10).

loss_of_innocence_painting_by_constantdoodler_domo5d-fullview.jpg

(Loss of Innocence, constantdoodler, 2006, oil in canva)


Victória Mendes

Victória Mendes A Superlativa (24hrs alerta para os seus textos!) @asuperlativa /asuperlativa.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Victória Mendes