Victória Mendes

Victória Mendes
A Superlativa
(24hrs alerta para os seus textos!)
@asuperlativa
/asuperlativa

O que ansiedade realmente é?

A sociedade não está preparada para falar sobre o assunto, então ou se mantém calada ou prega peças no imaginário social, fazendo com que muitas pessoas realmente acreditem que o que elas sentem é pecado, é errado, é frescura. Mas afinal, ansiedade é o que?


fH60i0rl.jpg

Artista: Michal Macu

Há alguns dias atrás, fiz uma pesquisa sobre como as pessoas estão se sentindo nessa pandemia, e fiquei chocada com o que vi.

O Google mostrou algumas das perguntas mais buscadas sobre "ansiedade" nos últimos tempos, e ao fazer um simples pesquisa por ali, é possível ter acesso a esses questionamentos.

Como o sentimento de ansiedade nos faz perder a real noção do tempo, e colocar a pressa como um dos maiores motores de nossos pensamentos, usamos qualquer plataforma ou qualquer meio ao nosso alcance para entender o que se passa em nossa mente, em nosso corpo e ao nosso redor.

Entretanto, podemos ver que, de acordo com as perguntas, a sociedade está ensinando muito mal a população o que é ansiedade, ou ainda, não está conscientizando ninguém sobre o tema.

ansiedade é.png

Fonte: Victória Mendes

Ansiedade é pecado?

Ansiedade é falta de Deus?

Ansiedade é frescura?

Ansiedade é o quê?

A espiritualidade jamais será a causa para qualquer problema psíquico, apesar de poder ser usada, por quem acredita e se sente bem, como um meio para lidar com angústias do dia a dia. Então, a ansiedade não é falta de Deus, não é pecado.

Dor no peito, sensação de desmaio, alteração na pressão arterial (hipo ou hipertensão), pensamentos suicidas, decisões precipitadas por medo, dor de estômago, gastrite, alteração na visão, dor muscular, compulsão alimentar. Esses são somente alguns dos sintomas da ansiedade. Como podemos pensar que, quem sente tudo isso, sente por frescura?

Na verdade, a primeira pergunta responde muito bem todos os questionamentos: ansiedade é sim, uma doença, que deve ser levada a sério e tratada com terapia e se necessário, medicamentos. Esse pequeno passo devolve a qualidade de vida, sua rotina, seus pensamentos bons e oferece uma alternativa para uma vida com o mínimo possível de ansiedade!

amp-anxious-heart10.jpg

Artista: Katie Crawford, ensaio "My Anxious Heart"

Os sintomas que a nossa mente e nosso corpo manifestam jamais devem ser ignorados (nota da autora: texto baseado em vivências pessoais, passadas aqui pensando em conscientizar o máximo de pessoas possíveis a buscar qualidade de vida, nunca é tarde!) ou subestimados.

Seja sempre sua maior prioridade!


Victória Mendes

Victória Mendes A Superlativa (24hrs alerta para os seus textos!) @asuperlativa /asuperlativa.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Victória Mendes