nuvem

Um espaço de provocações e tempestades

Rod Silva

Paulista, jornalista, músico e entusiasta da fusão da arte, comunicação e educação como resistência em favor da vida.

O dia seguinte

O dia seguinte ao encontro que te fez ir, ver, pensar e imaginar a vida muito além de você mesmo, pode ser um grande campo de batalha.


texting someone else.jpg

O dia seguinte é sempre a maior das guerras.

A gente conhece alguém que nos faz romper a bolha de nós mesmos e, no outro dia, não tem a menor ideia do que fazer com tudo isso.

Qual seria o tempo ideal para falar com a pessoa novamente? Parece haver uma infinidade de regras que se contrapõe.

As redes sociais exacerbam essa ansiedade.

Não é necessário mais digitar números randômicos, esperar a ligação completar, isso quando se tinha fichas suficientes e ninguém perto do orelhão, e viver a ansiedade de séculos em alguns segundos na expectativa de que alguém atenda e que não fique encabulado.

Hoje, um “oi” nas redes sociais resolve uma parte da ansiedade, mas sobrecarrega com uma expectativa impossível de ser suprida. O “oi” daqui e, quando há resposta, o “olá” de lá, não tem entonação.

Já, no orelhão, sim! Eram poucas palavras e muitas respostas.

Hoje são grandes histórias sem um fim e um começo.

Encontros nascidos ao meio que, por vezes, se resolvem no dizer — quero ver você!


Rod Silva

Paulista, jornalista, músico e entusiasta da fusão da arte, comunicação e educação como resistência em favor da vida..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// //Rod Silva