o infinito é logo ali...

Escrever é como sonhar desperta...

Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade...
Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa.
Acompanhem-me em minha página:
(https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/)

Como anda a sua autoestima?

Para o bem relacionar-se, é preciso que conheçamo-nos inteiramente bem.
É preciso que cuidemos de nós, que valorizemos o que temos de melhor, e o que de melhor podemos ofertar ao mundo ao nosso entorno.


tristeza-.jpg

“ A autoestima é a apreciação que uma pessoa faz de si mesma em relação à sua autoconfiança e seu autorrespeito. Através dela podemos enfrentar desafios e defender nossos interesses. É formada ainda na infância, utilizando o tratamento que se dá à criança como peça chave, ou seja, se a criança for sempre oprimida em relação as suas atitudes, terá baixa autoestima e se a criança for sempre apoiada em relação às suas atitudes, terá autoestima elevada.”

Sabendo disso, podemos nos observar um pouco melhor, notemos os nossos atos, em nossa idade, hoje amadurecida... É sabido mencionar que a autoestima baixa, é característica de pessoas inseguras, observemos que pessoas seguras de si, apoiadas em suas convicções, tem autoestima elevada.

Insegurança, inadequação, perfeccionismo, não sentir-se capaz de realizar as coisas e necessidade de agradar, são alguns traços de personalidades que encontram-se abaladas, oprimidas, tristes, enfadonhas, e estas estão sempre à mercê da opinião de terceiros.

Muito mais do que não bastar-se a si, essas pessoas parecem fazer pouco para gostarem de si mesmas, falta-lhes darem a si próprias, o suporte que muitas vezes não receberam em tempos remotos, ou até mesmo mais recentes. São tantas coisas que diminuem ainda mais esses sentimentos, aqui vão algumas delas:

Você critica-se excessivamente? Para você, tudo que você faz, deixa alguma coisa a desejar, de algum modo? Sente muita culpa, em relação a si, e aos outros? É acometido por sensações de abandono, ou de rejeição? É uma pessoa carente, ou frustrada? Tem inveja dos demais, por não sentir-se de alguma forma capaz de realizar o que os distintos a seu ver, realizam com facilidade?

Você pode até sentir-se assim, mas não se engane, tudo é relativamente dificultoso para a maioria das pessoas, a habilidade de desenvolver as próprias capacidades, é o motor de arranque que todos estão aptos a fomentar para que tornem-se propícios de realizar as funções propostas nas situações x ou y.

Sente você muita raiva, como consequência de tudo isso?

Já parou para pensar que todos nós somos dotados das mesmas capacidades? Que alguns realmente irão destacar-se; mas asseguro que essas pessoas, por maior que sejam as facilidades em empreender coisas que possuam, são elas tantas vezes medidas por esforços descomunais, para que possam sobressair-se de alguma maneira?

Acredito que você deva poder ser um pouco mais realista indo a fundo no cerne e âmago de todas as questões que, por todos nós, são de alguma forma experimentadas. Creio que para que o seu amor-próprio desenvolva-se saudavelmente, você precisará de doses homeopáticas de autoconhecimento.

autoestima-low-600x340-web-600x340.jpg

É preciso e fundamental, que encontre-se um modo de olhar para si, com carinho e justeza. É preciso que, como todos, acabe por esforçar-se um pouco mais, para que consiga-se ser para você, um bom cuidador de si mesmo, acarinhando-se com luvas de cetim, com o cuidado e atenção que você seguramente mereça e precise.

Experimente fazer as pazes com o que você enxerga refletido no espelho, pois acredito que algumas pessoas enxerguem por lá, somente o que guardam equivocadamente em seu interior.

Repita para si, em doses cavalares, todos os dias: Eu sou digno de receber de mim e das pessoas que me rodeiam, o amor e o cuidado que não recebi em minha infância, da maneira mais acertada, mas daqui pra frente, olharei para dentro do meu coração, mantendo a firme certeza de que, a partir de hoje, me verei com bons olhos, e farei por mim, tudo que for preciso pra que eu possa simplesmente ser eu mesmo. Aceitarei as críticas, mas me esforçarei para ser justo comigo, não me importando demasiadamente com a opinião vinda de terceiros, em relação a minha pessoa. Seguirei fielmente uma trilha correta, alicerçada no compromisso da responsabilidade, de que a vida é de importância única, e que eu sou responsável por mim, e em como me colocarei a partir de hoje, em sociedade. Serei sempre cuidadoso, com todas as formas de vida no planeta, fazendo e sentindo isso com as forças da minha alma e, como consequência, estarei seguro de estar cumprindo com muita leveza, o papel que cabe somente a mim, nas esferas de compromisso, que eu estou me atendo a cumprir.

Faça isso com força e fé e aguarde os resultados.

Acredite que você merece ser amado, mas é preciso que você ame-se primeiramente, você possui valor diante da vida, você e todos são especiais. Não pule para o outro pico, não se supervalorize, não se sinta mais, pois você é igual a todos. Estamos todos embarcados nessa nave que abriga a nossa alma, e também tudo que trazemos como bagagem, vindo junto dela.

Não consegue ser feliz no amor? Acontece com muitos de nós, eu também ainda não consegui, mas lhes asseguro que a jornada é longa, que precisamos enfrentar as nossas dificuldades de cabeça erguida.

Não se afaste demais das pessoas, com medo que elas possam aproximar-se muito de você. Permita-se trocar energias do bem com os demais, seja para eles, o que ainda não foram com você. Torne leve as coisas a sua volta, seja você uma boa companhia, seja quem você gostaria realmente de ser, o mundo está carente de pessoas empáticas e verdadeiras.

Então, como sugere o clichê, “seja você a mudança que você gostaria de ver no mundo”. O mundo precisa de pessoas capazes de tornar branda, as emoções que acarretamos dentro de nós.

Aprenda a amar-se antes de amar o outro, aprenda a ser feliz com a pedra bruta que você traz em seu coração. Todos nós precisamos de alguma maneira lapidarmo-nos, para que possamos viver e conviver em conjunto e harmoniosamente. A vida exige de nós, e será de nossa inteira responsabilidade, cocriarmos um mundo novo, que será como a quebra do ovo, onde nasceremos e estaremos prontos para enfim partilharmos todas as nossas riquezas.

Falo dessas riquezas que você guarda tão seguramente aí dentro de você. Experimente abrir-se para as novidades, existe um universo lá fora esperando por ti. Vá e não olhe para trás, siga reto em direção a luz que está carinhosamente lhe esperando.


Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade... Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa. Acompanhem-me em minha página: (https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/).
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Thiana Furtado
Site Meter