o infinito é logo ali...

Escrever é como sonhar desperta...

Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade...
Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa.
Acompanhem-me em minha página:
(https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/)

Encontre o seu companheiro ideal

Sabemos bem lá no fundo de todo o nosso sentir, que o que mais desejamos em nossas vidas é poder dividi-la com um outro universo, de preferência bem semelhante ao nosso. O amor é bom, peçamos que ele venha logo e que ele não se demore...


shutterstock_160164149-1-706x471.jpg

Quando falamos de um companheiro ou de uma companheira, no estreitar das relações, é preciso que façamos a alma acordar, é preciso que realizemos mais os sonhos que estão adormecidos na doce espera entristecida, muitas vezes nos invernos de nossas estações…

Pra que algo tenha coerência, e pra que isso passe a ter sentido, é preciso que o que sintamos guardado bem aqui dentro do nosso coração, por vezes, fale bem alto conosco, pra que não esqueçamos de que estar vivo, é a porta que precisa ser aberta primeiramente por nós, e sendo assim supostamente, que a deixemos entreaberta, para que um outro alguém, seja ele quem for, possa entrar e vir a morar conosco, bem junto do calor de nossos sentimentos mais profundos e sentidos.

Mas para isso, um pálido pedido certamente será sucumbido e substituído pela visita do talvez, ou quem sabe do aquele pode ser, mas não agora.

É preciso que olhemos para nós mesmos, e cuidarmos com zelo e atenção de nossa alma, esta que por vezes encontra-se cansada e sem poder nos dar uma resposta favorável, quando tentemos com ela dialogar para que sintamos o que ela esteja tentando desesperadamente nos dizer.

Reflitamos e ponderemos os nossos desejos, pois aquilo que enviamos ao universo, será por nos retornado em seguida, da grande viagem destas voltas que a vida costuma dar. O que você deseja realmente? Um amor pra vida inteira, ou um folguedo passageiro que não lhe permitiria aspirar o ar sublime da calmaria do amor, este que retaguarda a paixão, muitas vezes?

Estamos atravessando um momento muito difícil nas enevoadas de nossas almas, onde enxergar o outro, é algo muito difícil de ser consagrado. Pois acredito que estamos nós tão acostumados com as nossas enfadonhas limitações e problemática existencial, que ver o outro é algo que fica quase sempre para segundo plano, ou terceiro, para os mais egoístas de nós.

É com muita sofreguidão, que os transeuntes mais apressados de nossas ruas, exalam a essência do seu transpassar de pernas, nas ruas agitadas de nossa cidade, com toda a sua pressa e cegueira existencial. É preciso que tenhamos um olhar mais cuidadoso se desejarmos sermos presenteados com uma feliz coincidência do destino.

Coincidência? Penso que talvez seja isso. Costumo ouvir por aí, onde atribuo toda razão conferida a outro fator. Acredito eu que coincidências verdadeiras até existam, mas muitas vezes são elas as linhas que entrelaçam os destinos que serão cruzados e elas transpassam todo o limite ilimitado de nossas vidas. O outro fator que menciono aqui, é que nada acontece por acaso.

Sim nada acontece por acaso, e em tudo existe uma razão, que fará fervilhar as nossas emoções, nos fazendo crer que é possível vivermos uma amor desses que acontecem com muita verdade.

É preciso que estejamos atentos se não quisermos ver escorrer como óleo de nossos dedos, este que muitas vezes por um segundo vai-se embora, mas que termina por nos impregnar com tanta teimosia, só pra nos fazer lembrar, que o amor de verdade só acontece com mais intensidade, uma só vez na vida.

Mas se você não se permitir o luxo de vivê-lo uma segunda, uma terceira, ou uma enésima vez, você jamais saberá se você é digno de saborear o mel que estreita as relações mais dignas.

Que possamos nos proporcionar a chance de acreditar que o amor é lindo, mas ele só será lindo pra aquele que abre as portas dos confins de sua alma, para deixar o pôr do sol entrar e nos aquecer, pra que nunca nos esqueçamos de que o cara lá de cima não esquece de ninguém. Então porque afinal você pensou que ele te esqueceria?

Acredite, o amor existe e ele é bem real, deseja ele ser intensamente vivido por todo aquele que esteja disposto a escancarar os seus portões, como um pedido nada tímido de sua parte.

É preciso que a sua fé aponte no horizonte e que você apanhe este barco, e como consequência, basta que o siga remando por este imenso mar da vida, esta que é tão linda e tão cheia de encantamentos.

É preciso que você olhe demoradamente para o lado e distraia-se, pois ele costuma vir para os mais absortos e desavisados, ele vem sem dar aviso prévio. Ele simplesmente chega e instala-se bem onde abrigam-se os nossos sonhos mais vívidos.

Sim ele virá, basta que você acredite no doce acalentar de sensações, que serão proporcionadas por ele, quando ele estiver se aproximando de nós. Eu acredito no amor, e você o que está esperando?

n-AMOR-large570.jpg


Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade... Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa. Acompanhem-me em minha página: (https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/).
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Thiana Furtado