o infinito é logo ali...

Escrever é como sonhar desperta...

Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade...
Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa.
Acompanhem-me em minha página:
(https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/)

O doce enfeitar das palavras

Palavras são a âncora que será fincada nos corações receptivos, quando elas são ditas por alguém que está ciente do poder que por si elas são derramadas. Para os embates desta vida, existirá sempre a esperança de que valerá sempre acreditar no poder emanado pelo amor.


Palavras-ao-vento1.jpg

Palavras são, sem sombra de nenhuma dúvida, singulares. O homem emprega nelas, as peculiaridades que estão impressas na alma do caminhante desta estrada da vida. Palavras vêm, palavras vão, e elas vêm sem sofreguidão. Enfeitam a morada dos ventos, que estarão sempre sendo direcionadas a algum lugar longínquo e equidistante. Palavras rodam o mundo inteirinho, na pressa de aconchegar-se a algum lugar vizinho.

A vida é o lado a lado, palácio encantado dos muitos abraços, que esperam pelo calor de um humano menos frio, do que os muitos que cruzamos por esta tenra e encantada vida. Vida muitas vezes feita de dissabores, mas que almeja sempre ser vivida com muita temperança pelos andantes deste globo enternecido.

Sem desfalecer prosseguimos todos, sempre à espera de novos alvoreceres e de dias que serão medidos por esforços de fazer sempre valer a pena ter estado por estas terras curvilíneas que o agricultor do tempo, esmera por fazer sentir nas fibras mais íntimas de uma alma que esperará sempre pelo dia vindouro.

No reduto das emoções desenfreadas, prosseguimos assoviando pelo tempo, com a infinita certeza de que devemos acreditar e esperançar, na convicção de que as pessoas fazem quase sempre o melhor que elas podem, e que esse alcançar não cairá por terra por nenhum segundo que se faça presente.

Acredito que o homem sempre poderá ir além do último segundo, na bússola deste tempo fecundo e translúcido. Enquanto houver vida, existirá a esperança de que um mais um sempre será mais de dois. De que nos vale ter fé em Deus e no próximo, e que esse próximo é alguém que está ao nosso lado, esperando somente que estiquemos o nosso braço para alcançá-lo e para que emprestemos o nosso ombro, muitas vezes amigo.

Que as razões que nos façam parar, sejam as mesmas razões que nos farão prosseguir, nos tornando exímios conhecedores deste caminho incerto, onde as tantas voltas que daremos, nos farão finalmente estacionar. Que tudo pode ser transformado, se acreditarmos que novos pores de sol estarão logo ali à espreita, aguardando somente por uma única oportunidade.

Tudo isso somente para nos mostrar, que viver valerá a pena, para todo aquele que acreditará que tudo sempre se modificará, favorecendo a todos que insistam em crer no sublime esperançar de corações, que batem sempre ecoando os sinos que ficarão por muito tempo em nossa memória. Pois sabemos que estar participando dos folguedos desta vida, é estar sendo ingrediente fundamental para que os novos rumos aconteçam sempre e sem medida certa.

Que o misturar do bolo, coloque cada participante dos ingredientes, ocupando a função onde o que formará o coletivo, poderá acrescentar o sal e o açúcar na mistura exata, para que o café da tarde seja a refeição que nos unirá ao nosso companheiro ou companheira desta vida tão grande, mas tão efêmera. Que apreciemos cada momento compartilhado com as pessoas que ocupam o nosso tempo e o nosso momento mais precioso, mesmo que esse tempo seja o transpassar de um instante, muitas vezes corriqueiro de nossas convivências diárias.

B54NlZ0CMAAaFOg.jpg

Que possamos multiplicar a nossa sabedoria, tão duramente adquirida no custear de experiências muitas vezes doloridas, mas que nos ensinaram tanto, que até nos esquecemos de nossas dores pretéritas. Que as razões que nos fazem repelir alguém, muitas vezes são as mesmas razões que farão com que permitamo-nos gostar de um outro alguém, a única diferença estará na simpatia ou na antipatia direcionada.

Que acreditemos sempre, que podemos e que poderemos ser bem melhores do que fomos, mantendo a esperança de que deveremos ser no dia de amanhã, ou mesmo no presente momento, seres humanos capazes de multiplicar alegrias a todo aquele que esteja bem disposto a compartilhar conosco, aquilo que chamamos por força das circunstâncias, de vida. Pois viver deve ser algo do tipo: eu sei mas não entendo, porém mantendo a firme certeza de que o esforço pela compreensão, será uma dádiva que deve ser alcançada por todos nós.

Viva, lute e não esqueça de que existirão mil motivos para desacreditar, e somente um para crer, e que esse único motivo abastecer-nos-á de esperanças para que o infinito seja sempre a esperança de que a vida será sempre o intuito que nos fará sempre por mais difícil que seja e que se apresente uma situação, a razão principal que nos permitirá sonhar, amar e acreditar, onde um dia virá sempre depois do outro, e que o céu sempre será abrigo para morada dos esperançosos.


Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade... Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa. Acompanhem-me em minha página: (https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/).
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @obvious //Thiana Furtado