o infinito é logo ali...

Escrever é como sonhar desperta...

Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade...
Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa.
Acompanhem-me em minha página:
(https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/)

Ilusão dói, mas não mata

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, fomos feridos e apunhalados pelas costas.
Às vezes, injustamente, outras vezes, não.


traido-goticus-eternus1.jpg

Decepção dói, não é mesmo?

Ser ferido por aquele que um dia nos estendeu a mão, fere, agride e maltrata terrivelmente. Mas aquele que um dia nos estendeu a mão, pode agir de forma grotesca conosco, poderá trair nossa confiança e poderá ser cruel também.

Quase todo mundo enfrenta decepções envolvendo terceiros, ao longo da vida, você não é exclusividade, pode apostar que não é. Um bom amigo, é aquele que te ajuda a crescer, é aquele que te mostra a outra face do espelho, refletindo sua essência mais bela, um bom amigo não irá lhe trair, porque sua índole não permitiria agir de forma equivocada contigo, sua índole quase sempre será boa, porque para ser um bom amigo, é preciso ter caráter firme, é preciso ser lúcido, é preciso ser fiel, fiel a ele mesmo, e se você tiver discernimento, não fará exigências.

Segundo o pensamento célebre de Sócrates, que um dia nos disse que para conseguirmos a amizade de uma pessoa digna, é preciso desenvolvermos em nós mesmos, as qualidades naquele que admiramos. Concordo com ele.

É preciso vermos brotar em nós, um pouco do que desejamos colher nos olhos do outro. É preciso sermos amigos, para termos amigos. É preciso nos banharmos por dentro, para que possamos oferecer o melhor que pudermos doar ao mundo de um outro alguém.

Um bom amigo, será nosso amigo, porque a natureza dele bateu de frente com a nossa, e ele ficou admirado com aquilo que viu. Mas existirá alguém que um dia nos decepcionará, alguém vai nos molestar a alma tão profundamente, que possivelmente iremos ficar desconfiados de outras pessoas que virão, mesmo que essas pessoas não tenham feito nada para merecer nossa desconfiança.

Será terrível ter que reconhecer que fomos ingênuos, que confiamos demais, que fomos permissivos demais, justamente com aquela pessoa que se posicionou frente a frente conosco, somente para nos decepcionar. E vai doer. Vai doer bastante.

Ser traído por um amigo, é ver morrer em nós, a ternura delicada e tênue que envolveu profundamente duas pessoas queridas entre si. Duas pessoas que demonstraram um dia, ter afinidades. Mas agora, nos caberá a seguinte pergunta:

Será que o que tínhamos era mesmo afinidade genuína? Será que fulano foi sincero comigo como um dia fui sincero com ele?

O pior certamente virá a seguir: Será que, nesse passado insidioso, fui um bom amigo?

Será que um dia deixei a desejar acerca do que pude ofertar a beltrano com minha alma serena e lúcida? Será que mereci ser apunhalado pelas costas por essa pessoa que até então se dizia amiga?

Difícil responder essas questões, pois cada um sabe de si e cada um sabe da dor e delícia de ser quem se é, como cantou lindamente Cetano em muitos de seus repertórios. Ilustrarei esse texto com um sábio poema de Mário Quintana:

“Da discrição

Não te abras com teu amigo, que ele um outro amigo tem. E o amigo do teu amigo, possui amigos também…”

A vida é efêmera, jamais deixe de acreditar em si e na riqueza que existe dentro de cada pessoa. Se alguém errou com você, não permita-se amargar seus dias tão finitos e tão prósperos do vir a ser e do acontecer. Dê uma segunda chance a você, não feche seu coração para outros possíveis afetos que desejam compartilhar contigo, um pouquinho do seu coração.

Todos somos falíveis, não convém julgarmos ninguém, ao invés disso, olhe para o céu e fite o horizonte, será possivelmente nesse cenário que encontrará a resposta que tanto aflige seu coração. Dê a vida a segunda chance que ela merece ter.

Para que se alcance o êxito, é preciso que simplesmente nos dispamos e que seguramente tentemos. Para o próximo passo acontecer, é preciso iniciarmos com o primeiro, o restante virá serenamente e seguramente a seguir.


Thiana Furtado

Escritora por paixão, aventureira por conexão, e admiradora de tudo que nos remeta a uma possível felicidade... Insisto em acreditar na bondade que habita dentro de cada pessoa. Acompanhem-me em minha página: (https://www.facebook.com/amantesfecundosdotempo/).
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Thiana Furtado
Site Meter