o que não me faz feliz não pode me fazer falta

Somos muito mais importantes e preciosos que imaginamos, somos parte indissolúvel do universo

Maria Madalena

Nordestina, Graduada em Pedagogia e Pós Graduada em Políticas Pública, gosto de café quente, amo escrever, gosto de gente simples, de coisa natural. De palavras fáceis... De gestos singelos, de comidas simples... De gente simples... Gosto de montanhas, matas, mar, flores ,cactus, mandacarus, girassóis, pedras, lua cheia, chuva. Gosto de vento leve no rosto principalmente no final da tarde, gosto do cenário de cor alaranjada que o sol faz ao se pôr... Gosto da orquestra sinfônica dos pássaros ao amanhecer...Existe algo mais lindo que a simplicidade da natureza? Gosto de tudo que é simples e natural. Ah! Como eu amo.

  • Escritores.jpg
    Desordem, agressividade ou violência estrutural?

    O filme "Escritores da Liberdade" (Freedom Writers, EUA, 2007), aborda sobre um contexto educacional conflituoso baseado em história real de violência e agressividade dos jovens estudantes. Há aspectos parecidos com o livro: O que faz o Brasil, brasil? De Roberto DaMatta. Entre as similaridades pode se abordar a falta de identidade, ou a identidade não conhecida e não definida.

  • california.jpg
    Valores humanos sob pressão da ambição

    “A nova Califórnia” é uma acirrada satíra do Lima Barreto; ele usa como referência a corrida do ouro da dos Estados Unidos no fim do século XIX para criticar a ganância humana. Através desse conto mostra que pessoas de nome podem se corromperem e perder seus valores étnicos afetadas pela ambição que as levam a busca acirrada de valores econômicos.

  • menina negra.jpg
    Crueldade disfarçada em aparência religiosa

    O conto a Negrinha do Monteiro lobato evidencia o preconceito e a crueldade desenfreada da Dona Inácia, senhora aristocrata viúva e sem filhos, muito má. Mantinha sob seus regimes uma órfã filha de escreva “A Negrinha” com o intuito de aplicar lhe castigos beliscões, tapas e crocres.

  • Consumismo .jpg
    Consumismo,indiferença, insensibilidade: Frutos do capitalismo

    O capitalismo não é desconhecido por nenhum de nós que vivemos imersos numa sociedade que visa o lucro, acima de tudo. Infelizmente, o que é de se lastimar, é que esse imenso vício de se produzir muito, a custo de qualquer coisa, afeta instituições como as igrejas e a área da Educação. Religião, fé, Educação vão, a cada dia mmais, se tornando mercadorias que se vendem - e com preços cada vez mais elevados. Nesse âmbito, nasce a concorrência que é um dos fatores determinantes do sistema capitalista. Deparamo-nos, sempre, com igrejas que demandam pelo poder e colocam Deus como motivo desse contexto conturbado.

  • Mulher.jpeg
    O conhecimento não se mantém no esconderijo

    A construção e aquisição do conhecimento é um meio pelo qual o ser humano se integra de maneira mais concreta na sociedade. Adquire-se a partir da interação com a sociedade e com outros recursos materiais como livros, revistas, etc. Não se deve confundir informação com conhecimento, o conhecimento é o resultado de pensamentos e reflexões, enquanto que informação é algo recebido e acumulado. Sob esta ótica, uma pessoa bem informada pode não ser uma pessoa de conhecimento, da mesma forma que uma pessoa de conhecimento pode não ser sábia, porque o conhecimento pode levar a pessoa para vários caminhos, mesmo que não sejam os melhores, mas a sabedoria - essa sim - é sensata. O sábio vai sempre para o melhor caminho.

  • tumblr_inline_n4wq4oBvTr1ru9rfr.jpg Blog2.jpg
    Somos do tamanho do Universo

    Somos seres muito importantes, a nossa maior atitude de inteligência e ter a consciência de que somos muito mais significantes que imaginamos ser. Tendo essa visão clara da amplitude que somos começamos a nos tratar como uma verdadeira pérola que se funde com todo o Universo e com todas as maravilhas. A gente foi desenhado com muito cuidado e carinho. Cabe nos cuidar e proteger a pérola