o vácuo

As paradas da vida pós-moderna.

Lucas Shiniglia

Sei lá. Sem ter muito o que fazer... eu escrevo. Uma rabiscada aqui, outra ali; às vezes me surpreendo ao ver um texto coerente na minha frente, então — ao invés de colocá-lo em uma pilha de textos anônimos — eu o publico aqui

Glamuroso Indie rock & roll

“Minha afeição vem e vai. É difícil ver além da superfície quando tudo parece ser tão perfeito, mas seus olhos estão borrados, de propósito; ela é diferente, mas não um diferente incoerente, ela simplesmente não é igual às outras pessoas. O coração é difícil de entender, ele tem uma linguagem própria, mesmo com toda a minha educação eu não consigo comandá-lo; tão solitária, tão linda, tão espontânea, sou incapaz de escapar, você não sabe o que faz comigo, mesmo que não se importe com nada, eu faria de tudo para saber o teu propósito; sem tudo para agradar, em seu silêncio você se torna imponente, a acreditar na não existência. Com um beijo você inspirou uma faísca de devoção; que tipo de pessoa ama assim?

Ass.: Do bagunçado para as massas.”


indie capa.jpg

Nós, que nos deparamos constantemente com conceitos fúteis e limitados, e somos ensinados a almejá-los e valorizá-los, percebemos o quanto o mundo que foi construído para nós não possui uma relação abrangente e exata com nossos sentimentos e com a forma como as coisas realmente são. O reflexo prático da realidade é absurdamente falho e limitado, não sendo capaz de fornecer respostas coerentes para aqueles que se atrevem a analisar mais profundamente as explicações consideradas exatas.

Para muitos, a discrepância entre as imposições sociais e a natureza das coisas passa longe de qualquer tipo de verificação, de constatação. Entretanto, ainda existem pessoas com senso crítico apurado e percepção avantajada, e para elas a crítica da razão prática é inevitável, assim como é inadiável a busca por respostas que melhor determinem os sentimentos e a realidade.

Essa empreitada intelectual, que sempre esteve presente em diferentes momentos da história, encontra diferentes formas de expressão, diferentes formas de demonstração de interpretações inovadoras para nossas sensações e para as coisas à nossa volta. As interpretações mais variadas tinham, antigamente, como principal forma de expressão a arquitetura. Esse tipo mais complicado e restrito de expressão conceitual restringia a quantidade de indivíduos capazes de propagarem suas ideias; com o passar do tempo as formas de expressão foram sendo aprimoradas, e hoje nos deparamos com uma infinidade de possibilidades de se eternizar e propagar uma ideia, uma experiência. Dentre as mais variadas formas de externarmos os nossos pensamentos, podemos classificar a música como sendo a forma mais receptiva e eficiente de expressão.

indie concert.jpg

Como em qualquer outro ramo artístico, na música também podemos encontrar charlatões e aproveitadores, que não dão importância à ideia que pretendem transmitir. No entanto, à contramão dos projetos superficiais e alienados, surgindo como uma das vertentes da contracultura e da necessidade de expressar-se de maneira genuína e visceral, encontramos o Indie rock and roll.

Reservado para aqueles que possuem uma mentalidade incomum, que enxergam as coisas através de uma perspectiva particular, que não condiz com os conceitos limitados que nos são impostos, o Indie rock é uma ferramenta de expressão e de transformação, que apresenta novas perspectivas e sana a vontade desenfreada daqueles que pensam diferente, que são diferentes, sendo essa necessidade a de que as pessoas à sua volta entendam suas particularidades e as tratem de acordo com aquilo que elas realmente são, para que, apenas assim, elas consigam considerar suas experiências e suas interações, permitindo-as, finalmente, fazerem uma análise exata, onde antes apenas existia a suposição, por causa da falta de compreensão.

Repleto de sensibilidade e de letras que relatam, até mesmo, o suprassensível, o Indie rock pode ser considerado uma forma genuína de expressão, que transmite as sensações incomuns e os pensamentos complexos daqueles que possuem uma inteligência acima da média.

germinal_roaux_024_paleo_0715.jpg

Para aqueles que são dotados de uma sensibilidade incomum, o Indie rock and roll é um presente valioso, que ajuda a evidenciar e compreender sentimentos profundamente subjetivos, e situações incomuns, dessa maneira evitando que nos desesperemos perante as interpretações incoerentes e sempre exageradas, que a nossa mente insiste em fazer para aquilo que não somos capazes de definir com exatidão.


Lucas Shiniglia

Sei lá. Sem ter muito o que fazer... eu escrevo. Uma rabiscada aqui, outra ali; às vezes me surpreendo ao ver um texto coerente na minha frente, então — ao invés de colocá-lo em uma pilha de textos anônimos — eu o publico aqui .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/musica// @obvious //Lucas Shiniglia