Francisco Fernandes Ladeira

Mestre e doutorando em Geografia. Especialista em Ciências Humanas: Brasil, Estado e Sociedade. Autor de nove livros.

Lista de desejos para 2022

Em 2022 queremos o fim do fascismo no Brasil e da pandemia no mundo.


Lista-de-desejos-para-2022-1.jpg

Segundo os astrólogos, a virada de 2021 para 2022, ocorrida em noite de lua minguante, não foi um momento propício para os habituais pedidos de ano novo (saúde, dinheiro, felicidade, paz etc.). Assim como a fase lunar, tratou-se de uma ocasião para desejarmos o que queremos que "mingue" no ciclo que se inicia.

Não sou adepto às ideias místicas, mas pegando um gancho, listo aqui duas coisas que poderiam minguar neste novo ano (aliás, melhor dizendo, poderiam acabar de uma vez por todas). Não se tratam de demandas pessoais.

A primeira se refere ao final da pandemia da Covid-19. O segundo desejo é que o Brasil se livre de sua recente experiência fascista.

Para ambas as aspirações se concretizarem, não se faz necessário uma intervenção dos astros. Nada de metafísica. Em relação ao fim da pandemia, basta que as grandes potências deixem de lado o egoísmo habitual e se engajem em campanhas de imunização em massa das populações das nações pobres, o que evita o surgimento de variantes do novo coronavírus.

Já para o Brasil se ver livre do fascismo, pelo menos em âmbito institucional, é fundamental que os setores progressistas apoiem em peso a única candidatura presidencial de esquerda com chances reais de vitória. Sem essa de "terceira via" e outros "Cavalos de Troia" políticos.

Enfim, não queremos muito. Se estas duas aspirações se tornarem reais, 2022 já terá sido um ótimo ano.


Francisco Fernandes Ladeira

Mestre e doutorando em Geografia. Especialista em Ciências Humanas: Brasil, Estado e Sociedade. Autor de nove livros. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// //Francisco Fernandes Ladeira