olhar agridoce

Um olhar amargo e doce de tudo o que é, ou abriga V I D A.

K. Fonseca

Afetada por tudo que desperta meu afeto, um clichê inconstante e, por vezes, uma completa contradição.

"Fale sobre estar no lugar errado, na hora errada"

Uma pequena história real (com pitadas de ficção) contada em meio ao grande sucesso da banda The Killers, "Miss Atomic Bomb".
Às vezes uma canção conta a sua história, melhor do que você mesmo poderia contar.

"[...]And for a second there we'd won
Yeah, we were innocent and young"


Ele deixou seu lugar, saiu da zona de conforto em busca da paz que lhe faltava. Preso na pequena cidade com todas aquelas lembranças de um sábado com chuva de meteoros, e lanchonetes beira-de-estrada, jamais teria uma chance. Foi sorrindo que entrou num ônibus qualquer e disse a sí mesmo “finalmente!”, dormiu o caminho todo, quando chegasse estaria com disposição para organizar sua nova vida. Olhou a nova cidade com olhos de criança na padaria... vislumbrava que ali poderia, enfim, começar tudo de novo e apagar o dia em que se olharam, de fato, pela primeira vez.

Killers-an.jpg

Era um sábado qualquer, onde nada parecia querer acontecer, onde nada estava planejado. As intenções eram distintas, mas o olhar que compartilharam foi o mesmo. Ambos saíram sob a cumplicidade de pontos de luz no céu escuro, e seus rostos estavam vermelhos, era uma paixão jovem, recém-nascida, que permaneceria por muito tempo no coração de um dos lados, mas nunca nos dois, exceto aquela noite. Por diversas vezes ele se perguntou como seria se não tivesse saído e encarado aqueles olhos brilhantes com tamanho encantamento. Como seria se tivesse ido pra casa e dormido um sono tranquilo, como seria se não tivessem se beijado ao som de The Cranberries, se ela não tivesse dito como era lindo olhá-lo ao amanhecer.

30.jpg

Mas ele abriu os olhos e estava na sacada do seu novo lar, em sua frente havia uma noite cheia de possibilidades, uma noite tranquila como há muito não tinha. E ele sorriu mais uma vez, pensando em como estava finalmente sentindo calma na alma depois de longos meses de espera, decepção e dor. Havia passado por poucas e boas pra um ano só, e seu corpo estava cansado de suportar o peso da mágoa e do arrependimento... E Pensar que antes dela, ele era só um jovem cheio de expectativas e nenhum traço de medo... Agora, lhe aterrorizava o fato de sequer pensar em se apaixonar novamente. “Nunca mais” disse ele, certo de que isso era uma questão de escolha.

phpThumb.jpg

Mas não era, e nunca foi... Ele só não sabia ainda que o mesmo veneno o atingiria tempos depois, e pior, de várias maneiras diferentes... Aos poucos e dolorosamente ele se veria mais uma vez perdido. Mas ele era só um rapaz de mente fervilhante que estava prestes a se encontrar com os sentimentos humanos mais traiçoeiros, pela segunda vez. Ali, na sacada, ele estava cheio de planos de um recomeço sem ela... E, por aquela noite, bastava a ilusão de estar bem.

thekillersmissatomicbomb2.jpg


K. Fonseca

Afetada por tudo que desperta meu afeto, um clichê inconstante e, por vezes, uma completa contradição..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/literatura// @obvious //K. Fonseca