José Silveira

Professor universitário, bon vivant, hedonista e feliz com a vida. Escrevi Sob o signo da Fênix pela Canal 6 editora; A tragédia da política em Ricardo III pela Beco do Azougue editora e eventos; A tragédia da política em Ricardo II pelo Beco do Azougue editora e eventos; Sob o signo das Valquírias pela editora MouraSA.

Surpresas da vida

“Trame, planeje, calcule, postule, o quanto quiser. Sempre existirão surpresas à sua frente. Conte com isso!”
Henry Miller


De-previstos-e-imprevistos.jpg

Imprevistos acontecem o tempo todo.

Alguns imprevistos podem nos tirar do sério. E podem provocar muita irritação ou mesmo uma crise de riso. Suponho que algumas grandes ideias surgiram a partir de "acidentes".

Newton, Einstein, Arquimedes, entre outros gênios, de diversos campos da ciência e atividade humana deram luz a novos inventos e conhecimentos em momentos de "sublime encanto" aliada a um "imprevisto". Eureka.

eureka.jpg

Bem, por outro lado, já vivemos situações tensas, desgastantes ou surpresas da vida como:

O chuveiro queima num dia de frio.

O pneu do carro fura numa estrada escura.

O celular descarrega numa ligação importante.

Você mora sozinho e esquece ou perde a chave de casa e não tem como entrar. E já passa das 4 horas da manhã.

O único cartão de visita que você tem na sua carteira para entregar a uma autoridade - na sua área de estudo - entra debaixo de sua unha e corta seu dedo. Sangue no cartão. Um verdadeiro "pacto" selado.

Você é convidado para falar e abrir um evento importante e seu sapato rasga. E não tem como esconder sua vergonha e frustração.

sapato.jpg

Essas e outras situações do nosso cotidiano revelam como a vida é marcada por inesperados e fulminantes "obras do acaso".

Mas muitas situações constrangedoras "ocorrem" porque não nos organizamos de maneira correta e adequada. Há fatos que são previsíveis.

Por exemplo, as surpresinhas relacionadas a dinheiro. Ter um seguro do carro, de saúde, residencial, tudo isso conta como preparação para imprevistos. Poupar 10 a 20% do salário de todo mês evita situações de aperto financeiro. Ou mesmo ter economias guardadas para um novo curso, novo livro ou a viagem dos sonhos.

O fato é que imprevistos, bons ou ruins, são episódios naturais da vida. Servem como aprendizado. Porém, muitas vezes, queremos ter controle e planejar tudo em nossa vida.

Como se fôssemos deuses, responsáveis pela realidade - natureza e os outros. E nos decepcionamos quando tudo sai diferente do planejado.

A terapeuta existencial e professora de filosofia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Dulce Critelli diz: "Em uma sociedade tão burocratizada como a nossa, tendemos a alimentar a fantasia de que podemos ter controle sobre tudo, mesmo sobre o inesperado". Dulce pondera que "é preciso aprender a conviver com sensações de vazio, medo e fracasso que os imprevistos impõem".

Em vez de nos martirizarmos com o que saiu diferente do planejado, é mais produtivo lidar com a situação real, com o momento presente. O momento exige reprogramar.

Às vezes fazemos escolhas erradas para chegar no lugar certo. Pois é, algumas coisas precisam dar errado para dar certo. "Então, de vez em quando, deixe-se surpreender", como afirma o jornalista Leandro Quintanilha.


José Silveira

Professor universitário, bon vivant, hedonista e feliz com a vida. Escrevi Sob o signo da Fênix pela Canal 6 editora; A tragédia da política em Ricardo III pela Beco do Azougue editora e eventos; A tragédia da política em Ricardo II pelo Beco do Azougue editora e eventos; Sob o signo das Valquírias pela editora MouraSA. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //José Silveira