página livre

Sociais e Humanas

Kaique Barros

Escritor entusiasta de crônicas, contos, poesias, artigos de opinião, fatos sociais e cotidianos.

CABALÁ: ALMA DE UMA TRADIÇÃO

O Antigo Testamento é o Corpo da Tradição; o Talmude é a Alma racional; e a Cabalá é o Espírito Imortal.



1_YJkePAxElnVErRxhbiuX_w.jpeg.jpg

Acredita-se que por trás de toda escritura sagrada existe um lado oculto, digamos, esotérico, que é aquilo que "os olhos não veem e os ouvidos não ouvem", mas quem tem "ouvidos para ouvir, que ouça".

A Tradição Semítica-judaica é composta de 03 Escrituras: O Livro da Lei e os Profetas (Antigo Testamento); o Talmude (Comentários Eruditos); e a Cabalá (Interpretação Mística). Muitos já podem ter ouvido falar e lido os dois primeiros, mas o terceiro não é do conhecimento da maioria. Isto porque a Cabalá ou ‘Kabbalah’, antigamente era restrita aos sacerdotes. Eles não acreditavam que o povo pudesse entender algo tão sublime e erudito.

Realmente a Cabalá não é de fácil compreensão, pois necessita de um estudo muito dedicado e, além de tudo, acredita-se que, para compreender a Cabalá é necessário elevar a consciência.

Para quê estuda-se a Cabalá? Simples. Assim como há na Igreja Católica métodos de meditação e práticas espirituais franciscanas, jesuítas, etc., para uma elevação de alma, também há no budismo, hinduísmo, confucionismo e nas práticas esotéricas. Em todas as religiões podemos encontrar métodos. O método universal cristão é "Orar e vigiar", "Orai sem cessar". No catolicismo podemos encontrar o lema: "Ora et Labora" (Ora e Trabalha). Nesse entendimento, tanto no Oriente, quanto no Ocidente, existem métodos de elevação da consciência, que visam fazer que o ser humano internalize em seu “Templo do Espírito” onde estariam guardadas todas as potencialidades divinas, para melhor compreensão do Incompreensível: Deus.

A Cabalá é isto, o método que visa trazer um conhecimento superior daquele que é Altíssimo. Para a Cabalá, Deus na consciência humana é incognoscível, porém, pode sim ser compreendido desde que haja uma elevação, uma ampliação do entendimento do ser espiritual. Ela revelaria Deus através de seus caminhos ou desdobramentos.

Cada nível chamado ‘Sephirah’ no hieróglifo cabalístico revela novas coisas ao aspirante que estão ocultas aos olhos comuns. E não só revela Deus, mas o si próprio, os Mundos espirituais existentes, as forças ocultas, os Anjos e Arcanjos.

Hoje, a Cabalá é difundida no planeta inteiro, é o principal caminho ocidental esotérico. A maioria dos princípios esotéricos ocidentais estão fundamentados nela. Não é possível ser um ocultista sem dar a devida atenção a isso. Nela podemos ver incorporadas as tradições egípcia, hermética, persa, zoroástrica, gnóstica e cristã. Isso por que veio ao longo dos tempos inovando-se.

"Devemos testar a pureza de uma tradição no que respeita aos princípios primeiros, mas devemos igualmente julgar a vitalidade de uma tradição por sua capacidade de assimilação"

[Dion Fortune, ‘A Cabala Mística’]

Estuda-se Cabalá pela meditação e pela aplicação do alfabeto hebraico e seus significados linguísticos e numerológicos usando-se de uma figura hieroglífica chamada Árvore da Vida. A Árvore da Vida é um compêndio de ciência, psicologia, filosofia e teologia.

Deus, para a Cabalá, é o Absoluto, Infinito, Ilimitado, não pode ser compreendido pela mente comum e concreta, pois Ele está além da finitude, do concreto, da limitação do espaço-tempo. Por isso, somente com uma consciência elevada ser possível compreendê-lo. O Universo e tudo o que existe estaria dentro da mente de Deus. Como já dizia o princípio hermético: O Universo é Mental. Faríamos parte da Existência própria do "Eu Sou", desdobrados como consciências individuais dessa Consciência Cósmica, Mente Suprema.


Kaique Barros

Escritor entusiasta de crônicas, contos, poesias, artigos de opinião, fatos sociais e cotidianos..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Kaique Barros