página um

Cinema e Literatura

Pedrina Costa Lisboa

Pedrina escreve com muito prazer para diversas plataformas online. Tem três filhos e todos eles miam.

  • Koe-no-Katachi.png
    Koe no Katachi, um delicado e sensível estudo sobre o bullying

    Koe no Katachi ( A silent voice, 2016) é um filme de animação japonesa, que mostra as várias faces do bullying e as consequências disso na vida das pessoas. Levanta questões duras e não dá respostas fáceis. Estamos nós perpetuando a exclusão e violência por acharmos que temos esse direito?

  • YOONBUM.jpg
    Por que amamos Killing Stalking?

    Killing Stalking é um manhwa (história em quadrinhos coreana) publicado independentemente pela Lezhin Comics, sendo Koogi a detentora dos direitos autorais. É um daqueles extraordinários casos de auto-publicação muito bem sucedido. Começou a ser publicado em novembro de 2016 em coreano e inglês e logo tornou-se popular no mundo inteiro. No Brasil há blogs e páginas nas redes sociais competindo para ver quem vai traduzir os últimos capítulos primeiro.

  • viola.png
    Negros no Oscar 2017: cota ou mérito?

    Depois da polêmica #OscarsSoWhite, 2017 bateu o recorde de artistas negros indicados ao prêmio, são atores, atrizes, roteiristas, diretores, editores, produtores, etc, que disputaram o prêmio que marca o reconhecimento máximo da indústria cinematográfica. Entraram por cotas ou realmente mereceram?

  • nishikigoi-lake-decorative-fish.jpg
    A metafísica de Amélie

    Deus, tubo, inércia. Em "A metafísica dos tubos", Amélie Nothomb nos leva ao seu mundo desde o zero aos três anos de idade, quando, de acordo com a autora, abandonaria a sua condição divina.

  • Hope2.jpg
    Hope, ou o filme que mostra claramente porque temos que parar de culpar as vítimas

    Hope é um filme difícil que expõe uma dura questão com grande delicadeza. Apesar de retratar o sofrimento impensável de uma vítima de estupro, é também um verdadeiro ode ao amor familiar.

  • amon.jpg
    Top 10 piores vilões quase nunca lembrados em outras listas

    Uma despretensiosa lista para fazer justiça a excelentes vilões quase nunca lembrados em outras listas.

  • uncle boonmee1.jpg
    Dois filmes budistas muito loucos (e lindos)

    Filmes budistas normalmente são obra sisudas, formais e com aquele quê de sagrado que às vezes chega a ser irritante. Alguns diretores desafiaram essa métrica ao criar obras magníficas, com uma profunda mensagem espiritual porém de maneira nada convencional. Usando fantasia como ponto de partida, misturando elementos sagrados com cultura pop e segurando a audiência com roteiros inteligentíssimos, conheça aqui dois filmes budistas que são igualmente muito loucos e lindos.

  • ratos e homens.jpg
    George tem um problema

    Lennie é o problema? Lennie é um dos problemas. George carrega consigo um peso maior do que o grandalhão inocente que o acompanha.

  • nobody knows 10.jpg
    Dois belos trabalhos de Hirokazu Kore-Eda

    Kore-Eda escolhe temas dolorosos mas com seu olhar delicado transforma histórias pesadas em obras marcantes. Seus trabalhos costumam encantar pela sensibilidade e não raro te faz pensar sobre eles por semanas. Kore-Eda é genial em sua sensibilidade, um artista para ser admirado, aqui uma breve visão de dois dos seus mais belos e premiados trabalhos.

  • Thumbnail image for Samara2.jpg
    Terror é arte ou terror é ego?

    O escritor busca através da sua arte aflorar emoções nas pessoas. Não importa a qualidade dessa emoção, o que um escritor talentoso quiser ele vai produzir. Seria o terror uma narrativa egoísta, considerando que a mensagem que carrega é quase sempre vazia?

  • charlie como batman.jpg
    Pequena Abelha e a violência da sociedade atual

    Em Pequena Abelha de Chris Cleave encontramos uma história poderosa, tocante e assustadora. Cleave narra a trajetória de Abelhinha uma refugiada nigeriana que tem como único objetivo encontrar Sarah, cujo marido acabou de cometer suicídio e precisa lidar com a negação absoluta de Charlie, o seu filho de quatro anos que na expressão máxima da sua dor, só quer usar sua fantasia do Batman.

Site Meter