Manuela Pérgola

gosta das palavras - escritas e faladas -, da escuta, café e sempre está em busca. de vez em quando descobre do quê. picada pelo bicho da psicanálise, é incurável no que diz respeito à análise não-óbvia das coisas, do mundo e das pessoas.

manuelapergola

Manuela Pérgola

Psi por amor e vocação, acredita que as palavras podem nos curar da angústia irrevogável, dos pesares e das mesmices.
Escreve porque escrevendo encontrou saída; a palavra lhe é urgente e porque assim consegue, vez ou outra, encontrar um sentido.
Gosta de observar o mundo e as pessoas, e quase sempre o resultado disso é poesia.

Últimos artigos publicados