palavras na barriga

Verbalizo as emoções que me provoca o mundo!

Daniela Monteiro Torres

Apaixonada por viagens, acredita que:
"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." Fernando Pessoa

Perdida nas circunstâncias

Quando amar não é suficiente para que duas pessoas funcionem juntas, ou quando afinal só sobra o amor e pouco mais funciona; pergunto-me do que são feitas as relações...


image.jpg

Há uma grande diferença entre construir um amor e construir uma relação. Há vários tipos de relação e se duas pessoas querem, é relativamente fácil construir uma. Já um amor, não!

Por parecer que o sentimento está implícito numa relação de casal, muitos pensam que ao desenvolver uma relação com alguém, estão também a fazer crescer o amor, mas nem sempre é assim.

Não sei se há alguma receita para este sentimento, mas sei que há claramente uma diferença entre as duas coisas. Uma relação cresce e constrói-se com a convivência, com a rotina; com o hábito de dividir coisas e momentos.

Já um amor é tão diferente; um amor cresce com a confiança, com a partilha e com a cumplicidade. Desenvolve-se com a ausência de barreiras, ausência de complexos e preconceitos; baseia-se numa entrega total. Cresce e aloja-se dentro de nós, quando sentimos que podemos contar impreterivelmente com a outra pessoa. Um amor sincero existe quando ambas as partes põem o outro em primeiro lugar, quando as necessidades e o bem estar do outro são mais importantes que o seu. Evidentemente, sem nunca perder a auto-estima, o respeito por si próprio e o livre-arbítrio. O amor é uma espécie de amizade virtuosa e profunda, onde também nos entregamos fisicamente ao outro.

Pode ser relativamente fácil acabar com uma relação, mas como se deixa para trás um grande amor?! É algo que se constrói mais do que uma vez na vida? Não sei!

Há pessoas que têm mais facilidade em amar, e pessoas que não. Há pessoas que não se sabem entregar, que têm medo de amar, mas que vão construindo relações pela vida fora. As circunstâncias em que acontece um amor, modelam a relação que se cria e por isso às vezes amar não é suficiente para que duas pessoas fiquem juntas. E por incrível que pareça, o reverso da medalha também existe; às vezes já não há nada mais... mas há muito amor!

Isto do amor é muito mais complicado do que deveria ser...


Daniela Monteiro Torres

Apaixonada por viagens, acredita que: "O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." Fernando Pessoa.
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @obvious //Daniela Monteiro Torres