pamarepe blog

Sou como sou. Saio de mim e vou procurar-me, ou procurar-TE, pelas palavras que me fluem dos dedos.

PAULA PEDRO

Escrevo a urgência do que me vai na alma. Dou cor às palavras. Danço com o imaginário, Crio! Vivo! Arte, música, letras... cultura, são os meus átomos.

O QUE ÉS PARA MIM EM… POESIA

Efémero, é quase tudo. Menos esta urgência de viver pelas palavras, que me brotam das mãos.


12901418_872991206157492_5751873329861345209_o-2.jpg Photo by Loui Jover Art – Facebook Page

O QUE ÉS PARA MIM EM… POESIA

Pego nas palavras,

Enrodilho-as,

Baralho-as.

Troco-lhes as voltas e os sentidos,

E faço delas uma espécie de poema,

Que é o meu colo.

Quente, confortável, aconchegante;

Onde posso despir-me do meu cansaço.

Ficar nua para TI.

Apetecível aos teus olhos…

Aos teus instintos.

Para que me sintas como (a) tua

Doce e bela poesia.

You Tube music: Coldplay - Up&Up (Official video)

© Paula Pedro

Fonte: Pamarepe


PAULA PEDRO

Escrevo a urgência do que me vai na alma. Dou cor às palavras. Danço com o imaginário, Crio! Vivo! Arte, música, letras... cultura, são os meus átomos..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @obvious, @obvioushp //PAULA PEDRO
Site Meter