pamarepe blog

Sou como sou. Saio de mim e vou procurar-me, ou procurar-TE, pelas palavras que me fluem dos dedos.

PAULA PEDRO

Escrevo a urgência do que me vai na alma. Dou cor às palavras. Danço com o imaginário, Crio! Vivo! Arte, música, letras... cultura, são os meus átomos.

VOLTA PARA MIM!… VOLTAS?

Neste adeus de repente, resta-me pedaços de TI. Vou ao baú de memórias e escolho este. Hoje... Hoje só podia ser este. Este e não outro, porque é assim que te sinto.


tumblr_o2bxpsHEZK1sbd5t2o1_540.jpg Photo in Tumblr - By a-kuri

Quando voltares para mim, se é que tencionas voltar, – God, nem imaginas como o desejo! – Vais encontrar-me do avesso.

Sabes? Acredito que há-de chegar o dia em que direi a mim própria:

Que chega! That’s enough, that’s it!

Que já não quero mais gostar de ti, como ainda gosto.

Que não faz mais sentido esta espera perdida no tempo, criando pó na palavra amor.

Que não me mereces, apesar de eu ser louca por ti.

Que finalmente permito-me deixar de gostar de ti.

Que coloco um ponto final no meu coração, e encerro-o a sete chaves… para ti.

Até lá!… Bem, até lá vou continuar a gostar de ti.

E então?

Vais aparecer, ou vais continuar a ignorar-me, amando-me à distância, em silêncios sonantes,… dissimulando (quase) todos os vestígios da tua passagem nas folhas do livro da minha vida?

Sei bem quando andas por perto, porque sei-te de cor. O teu cheiro é-me inconfundível quando o pressinto no ar. E o meu? Consegues resistir-lhe?

Por isso, deixa-te de merdas e vem de vez!

Preciso do nosso mundo de volta. E preciso-te!…

Volta, Meu Amor

© Paula Pedro

Fonte: Pamarepe


PAULA PEDRO

Escrevo a urgência do que me vai na alma. Dou cor às palavras. Danço com o imaginário, Crio! Vivo! Arte, música, letras... cultura, são os meus átomos..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// //PAULA PEDRO