pândala

Um olhar diferente sobre as tecnologias disponíveis para leitura de livros digitais

Daniela Carvalho

Publicitária por formação e editora de livros eletrônicos por paixão. Curiosa por natureza e estudiosa dos assuntos de cibercultura.

Autora do livro "O Áudio na Internet: uma orientação para os profissionais de comunicação e de tecnologia", editora assistente da revista Sonora (www.sonora.iar.unicamp.br) e idealizadora do projeto MAV Ebook (www.mavebook.com)

Era uma vez um livro repleto de ligações e combinações...

Ler livros amplia o conhecimento e a imaginação, nos leva a novos caminhos e para diferentes lugares. Os livros digitais também podem proporcionar novas experiências, nos tornando mais leves e ágeis no acesso à informação.


Píer

É bem provável que os livros impressos continuarão sendo utilizados por muitas pessoas, incluindo os jovens, mesmo em um mundo cujos objetos estão se tornando cada vez mais digitais.

Sou leitora de ambas as versões de livros: impressa e digital. Cada uma possui suas vantagens e desvantagens. Neste post, vou apresentar os benefícios do livro digital, conhecido também por e-Book, e o que me motivou a trabalhar em uma área que ainda não encontrou sua vocação, mas que espera-se que tenha um final feliz, assim como nos contos de fada.

Muitas pessoas têm a ideia de que um livro digital é uma conversão automática do livro impresso, por isso, muitos acreditam que as versões digitais precisam ser gratuitas ou ofertados com um preço bem abaixo do impresso.

Para as versões digitais que são apenas conversões, a experiência da leitura não difere muito com relação ao impresso, a não ser pela tela. Geralmente são disponibilizados no formato PDF ou ePub, com recursos reduzidos.

Para os e-Books que vão além da revisão e diagramação, que foram desenvolvidos de acordo com os padrões de suas linguagens de programação, são diferenciados porque fazem o uso correto das informações de metadados, conversam melhor com os aplicativos e dispositivos leitores para habilitar seus recursos de organização de conteúdo, dicionário, anotações, leitura por voz (text to speech) dentre outras possibilidades mais complexas de conteúdo multimídia e de interação com usuário leitor. Existem livros que estão disponíveis somente em versão digital e são o resultado de várias ligações e combinações dos diversos tipos de recursos, tecnologias e de elementos audiovisuais.

Biblioteca

O padrão atual para livros digitais é o ePub. Esse tipo de arquivo é um website compilado e sua versão epub3, utiliza HTML 5 e pode funcionar como um aplicativo. Existem também outros tipos formatos: pdf interativo, daisy, audiobooks e mobi. Dependendo da complexidade, pode ser que o custo de se produzir um livro digital se iguale ou supere ao de distribuição de livros impressos. Enfim, ter a preocupação de trabalhar corretamente com os metadados e saber utilizar toda potencialidade do recurso custa caro. Tempo, pessoas, recursos etc. É um setor muito novo e ainda descobrindo a melhor forma de oferecer a melhor experiência para as pessoas que gostam de ler nas telas.

Para quem ainda não aderiu aos benefícios que os livros digitais podem proporcionar, recomendo aventurar-se no universo do digital. Algumas vantagens são:

  • - Armazenar o e-Book em qualquer dispositivo móvel (tablet ou celular). Dessa forma você consegue ler em qualquer lugar, por exemplo, na fila do banco ou na espera do consultório médico e também não precisa carregar peso extra.
  • - Evitar problemas com espaço para guardar os livros impressos.
  • - Ser mais leve. Ao segurar um tablet ou celular que tenha um livro de 100 ou 1000 páginas não vai interferir no peso físico do dispositivo.
  • - Procurar palavras no dicionário torna-se mais fácil. Muitos aplicativos possuem o recurso de pesquisa em dicionários ou na web.
  • - Utilizar o recurso de acessibilidade para deixar o computador “ler em voz alta”. Enquanto você executa alguma tarefa rotineira como arrumar a cozinha ou lavar o carro, você pode deixar o recurso ativado. A sensação é de escutar um noticiário no rádio, porém com voz eletrônica.
  • - Fazer anotações para futuras conferências. Terminou de ler e quer consultar alguma parte? Com o eBook é bem mais simples encontrar o que se quer e também de compartilhar trechos via e-mail ou redes sociais.
  • - Adicionar marcações de leitura. Lembrar-se do ponto exato de onde terminou a leitura para continuá-la depois torna-se mais simples e eficiente.
  • - Se não estiver interessado na leitura completa, mas possui necessidade de encontrar determinado assunto ou trecho no livro, o recurso de busca poupa tempo.
  • - Saber como se pronuncia corretamente alguma palavra é uma das facilidades encontradas nos livros digitais.

Além dessas vantagens, fica o convite ao leitor deste post a inclusão de outros benefícios nesta lista, deixando suas considerações como comentário abaixo na página.

É possível beneficiar-se do uso de e-Books em diversas situações: entretenimento, trabalho ou estudo. E esse é o ponto que me motivou a aventurar por essa área bastante desafiadora.

Quadro digilivro

Por trabalhar com web design há muitos anos e estudar constantemente sobre as influências das novas tecnologias na comunicação social, visualizo vários benefícios pouco explorados por algumas editoras, como por exemplo o acesso aos e-Books por meio de cartazes com QR Code que podem ser fixados em salas de aula, bibliotecas, empresas ou residências, sem prejuízo às questões de direitos autorais, pois o controle do download pode ser controlado por um sistema.

Além disso, o livro digital passa ser um tipo de hipermídia, que possibilita abordagens não lineares de seu conteúdo, colocando o setor editorial com o desafio de propor um ecossistema de publicações eletrônica para uma obra literária.

Nos próximos posts quero apresentar os diferentes recursos disponíveis nos formatos existentes de livros digitais, auxiliando o leitor na fruição dos benefícios que os livros digitais têm a oferecer. E também sugerir alguns e-Books que considero bons exemplos de utilização dos recursos digitais.


Daniela Carvalho

Publicitária por formação e editora de livros eletrônicos por paixão. Curiosa por natureza e estudiosa dos assuntos de cibercultura. Autora do livro "O Áudio na Internet: uma orientação para os profissionais de comunicação e de tecnologia", editora assistente da revista Sonora (www.sonora.iar.unicamp.br) e idealizadora do projeto MAV Ebook (www.mavebook.com).
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 3/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Daniela Carvalho