pausas

Pequenas pitadas de artes...

Ana Carol Rodrigues

Comunicadora sociável e pseudo produtora que aproveita as Pausas para escrever enquanto aprecia café ou vinho tinto..

O Reconhecimento mundial da arte urbana nacional -final:Os olhares de Nunca

Por vezes a arte urbana é vista com maus olhos, por conta do seu caráter popular. Pode até ser que no Brasil os melhores grafiteiros tenham começado como pichadores, mas cabe ressaltar que o traço do grafiteiro brasileiro é considerado um dos melhores do mundo e seus talentos devem ser conhecidos e divulgados. A ideia é três textos para apresentar 3 grafiteiros de diferentes estilos e mundialmente conhecidos e aclamados...


Graffiti-Grafiteiro-Nunca-em-Los-Angeles-USA-10.jpg

Francisco Rodrigues da Silva -Nunca cresceu em Itaquera –Zona Leste de São Paulo, foi criado por uma tia dos seis aos 12 anos, período que sua mãe precisou morar na Itália com a família pra quem trabalhava; Nessa época, se tornou membro de um grupo de pichadores, dando início ao que seria seu trabalho nas ruas.

nunka 2.jpg

Como os demais grafiteiros apresentados, Nunca ama desenhar, quando a família se muda para o bairro da Aclimação, na parte centro Sul de São Paulo ele conhece um novo grupo de amigos e desenvolve o interesse pela técnica do grafite.

O trabalho de Nunca é marcado por figuras de traço desproporcional, intensamente coloridas que são inspiradas na cultura indígena brasileira e por seus olhares melancólicos e profundos. Nunca comenta que sempre se olhar no espelho para pintar o olhar de uma personagem. “Vejo-me como um registro ambulante de minhas experiências e procuro criar olhares claros e sutis.”

imagesnunka3.jpg

Além dos personagens que contam histórias, o próprio nome Nunca, é uma forma de crítica a sociedade, Francisco afirma que foi a maneira que encontrou para lidar com as regras impostas culturalmente e psicologicamente ao crescer na periferia da cidade de São Paulo, sua forma de expressar que Nunca estaria sujeito a essas restrições.

1.jpg

Sobre suas criações, apaixonado pela arte de rua,gosta de caminhar pela cidade e descobrir novos espaços para pintar, gosta de andar sem rumo, não saber o que vai encontrar pelas ruas, pois uma parede que estava branca um dia pode facilmente ter sido pichada no outro, “mas tudo começa em minha casa, quando me sento à mesa e começo a desenhar; tudo começa ali: eu pego minhas experiências e coisas que penso, elaboro, e passo para o papel. Desse desenho no papel, posso fazer uma tela, uma instalação, uma peça de teatro, as possibilidades são quase infinitas."

2.jpg

3.jpg

Durante sua jornada,além dos muros de São Paulo, Nunca Participou de exposições coletivas, expôs no Museu AfroBrasil, na Grécia, em Londres, e vem espalhando sua arte por países Europeus, nas ruas, Galerias e nos ares, pois também participou do "The Boneyard Project", projeto que transforma aviões de guerra em obra de arte através do grafite.

bb32a02ae4c277a82ea8b7443b0a7698.jpg

The-Boneyard-Project-Avião-grafitado-por-Nunca-foto-theflopbox 2.jpg

Para conhecer mais do trabalho do artista, pode-se contatá-lo nas redes sociais, facebook ou Instagran @nunca.art

Todos os direitos reservados a Francisco Rodrigues- Nunca

Referências: http://www.democrart.com.br/aboutart/artista/nunca/ http://www.confrariadovento.com/revista/numero16/especial.htm


Ana Carol Rodrigues

Comunicadora sociável e pseudo produtora que aproveita as Pausas para escrever enquanto aprecia café ou vinho tinto.. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //Ana Carol Rodrigues