pé na alcova

"De pé, na alcova, ardias e fulgias" ( Olavo Bilac)

Christiane Brito

Não sou confiável porque já passei dos 30, prefiro que riam comigo do que me levem a sério.

  • Fernando Pessoa e Mário de SáCarneiro.jpg
    A fúria absurda de perder tempo e a ansiedade

    Ou "Cafés e o segredo dos amores eternos". Deixar o outro esperando pode ser sinal de comprometimento sério, e não o contrário, como alardeiam as filosofias de rua e o nosso coração tantas vezes carente.

  • Virginia Woolf crossdresser como principe da Abissínia.jpg
    Virgínia Woolf: todo artista vai à guerra

    A escritora britânica disse que a arte aproximava seus criadores do humano e defendia: quem busca a paz não pode renunciar à vida. No entanto, suicidou-se. Digo que foi um ato extremo de resistência e não de desistência, expressou o sofrimento que as guerras podem causar ao povo. E aos artistas que não fogem da luta!

  • 1835_Ary_Scheffer_-_The_Ghosts_of_Paolo_and_Francesca_Appear_to_Dante_and_Virgil.jpg
    A liberdade poética da infidelidade feminina

    Não se trata de fazer uma apologia, mas a traição feminina inspirou alguns dos mais brilhantes escritores de todos os tempos. Longe de ser censurável, ela traz lições de liberdade, sensibilidade e coragem para mudar o mundo.

  • Odisseu John_William_Waterhouse_-_Ulysses_and_the_Sirens_1891.jpg
    Retorno a Ítaca, o primeiro amor

    Vida é o oposto do apego a hábitos e manias, do desânimo na alma: vida é aceitar um novo desafio. A máxima vale para qualquer idade, mas especialmente na velhice, tempo de resgate do amor.

  • Em busca do tempo perdido1.jpg
    Vale a pena pagar o preço da paixão?

    Sim! A paixão em nossas vidas tem um propósito maior que justifica todo o sofrimento: abrir nossos olhos espirituais para o mistério do mundo. É o que pensa Carlos Heitor Cony, o cronista político e literário, imortal da Academia Brasileira de Letras. Conhecido por sua ficção (gênero que não pretende mais escrever, segundo declarou) e pela crítica política, aqui, excepcionalmente, fala de amor e paixão, faz confidências e expõe o coração de "poeta trágico".

  • joel na cama lendo a Biblia.jpg
    Biografia: a flor rara da empatia ao alcance de todos

    Existe uma centelha de cura no registro de lembranças dolorosas, que podem – e devem – ser narradas de forma lúdica, não importa em que plataforma: literatura, cinema, game. Os pais do pequeno Joel Green, que morreu em 2014 com cinco anos de vida e três de luta contra o câncer, decidiram “memorializar” o filho em um game do tipo empático, "That Dragon, Cancer".

  • Cora das pedras.jpg
    Não precisa ser bonita nem fiel para ser amada eternamente

    Cora Coralina e Leila Diniz desrespeitaram todos os cânones, dos gramaticais aos sociais. Não se encaixavam em padrões, sequer físicos. Foram redimidas pela liberdade que conquistaram para as mulheres e pelo lirismo que inspiraram em poetas como Carlos Drummond de Andrade.

  • books-1575787.jpg
    Como se tornar um escritor best-seller após os 60 anos

    Parece que é exceção, mas não. O sucesso na literatura tem relação proporcional aos anos de vida: as chances de dar certo crescem com a idade. Só que as portas desse mercado estão fechadas por preconceitos, é preciso arrombar com persistência, confiança e talento.

  • beautiful-finland-wallpaper_015944953_157.jpg
    A fé que move montanhas

    Fazer mapas e medições não parece romântico, a não ser que a tarefa seja assumida por um verdadeiro Dom Quixote, como o geofísico Bjørn Geirr Harsson. Aos 75 anos, longe de duelar com moinhos imaginários da memória, está prestes a entrar para a história como um herói da gentileza entre os povos.

  • Depression_August.png
    A grande depressão e o mágico de Oz

    Um coração para o homem de lata, um cérebro para o espantalho, coragem para o leão e um lar para Dorothy. Esta é a busca dos personagens de "O mágico de Oz", um musical clássico de 1939. A maioria dos fãs compra a versão de que é uma história típica de Hollywood com final feliz. Poderia ser se não tivesse Yip Harburg como letrista.

  • milagre de natal OK.jpg
    Milagre de Natal ou morte e vida de Graciano

    Quem é que sabe a verdade? Eu garanto que um bebê e um velho podem dividir a mesma alma, por meses. Foi o que aconteceu com Graciano. Esta história é real, conto assim como a ouvi de uma velha benzedeira.

  • gil chico criolo passeata.jpg
    Um gole de cale-se? Não, obrigada!

    "Cálice", a música, foi composta por Gilberto Gil e Chico Buarque no feriado da Semana Santa em 1973. Por isso o refrão fala do cálice de Cristo, mas o que se escuta é o cale-se da ditadura. O que poucos percebem é que todo cale-se vem junto com um cálice de sacrifício para tomar. Por isso é urgente combater a nostalgia da ditadura no Brasil e do fascismo em todo o mundo.

  • jennielit-1024x725.jpg
    Se a realidade for demasiada, corta: mete um sonho

    Essa máxima talvez seja única na vida do cineasta espanhol que nunca se ateve a regras: Luis Buñuel. Ele a aplicou na autobiografia, metendo sonhos na cena da morte para a qual não estava preparado.

  • OKOKATA com indioOK.jpg
    Enquanto o mundo ainda está de mãos dadas

    Em outubro, depois de algumas noites de muita angústia e nenhum sono, esta mulher divorciada e mãe de três filhos decidiu que precisava ajudar as famílias de refugiados. Mas fazer o quê, se estava tão distante da fronteira, tinha poucos recursos financeiros e tudo o que sabia era fotografar?

  • Cole-Wole-Soyinka em performance Lagos.jpg
    Se você quer vingança, leia este livro e ficará bem

    “Ao devotar-se à luta contra a injustiça, Wole Soyinka foi muito além das palavras.” (Nadine Gordimer, Prêmio Nobel de Literatura)

Site Meter