Chandra Santos

Jornalista

Assessoria de imprensa na era digital

Assessoria de imprensa é uma forma de se conquistar cobertura editorial (reportagens, notas em colunas, entrevistas, etc.) em mídias eletrônicas e impressas com apelo noticioso. Ou seja, em vez de pagar por um anúncio, o cliente paga um profissional durante determinado período de tempo (mensal, semestral, anual, por trabalho) para que este cuide de sua imagem (ou de sua empresa/produto) perante a opinião pública. Em geral quem trabalha com assessoria de imprensa são os profissionais formados na área de comunicação, especialmente relações públicas e jornalistas.


AAEAAQAAAAAAAATJAAAAJGZlZWNiNzc2LTBkYzYtNGNiYS1hYTEwLWVkNzI2YTkzMjVjNA.jpg

Mas, qual a necessidade de se ter um assessor de imprensa em uma época na qual o próprio cliente tem a seu dispor as ferramentas necessárias para se comunicar com o público? É fundamental ter um profissional para executar esse trabalho. O cliente não tem tempo para fazer e, muitas vezes sem experiência no assunto, acaba tentando e arranha a própria imagem. O assessor tem o conhecimento necessário para lidar com o jornalista dos veículos contornando (e evitando que se inicie) crises. Ele é o responsável por decodificar, estruturar e entregar a informação para a imprensa sem ruídos.

Comparações analógicas e digitais

AAEAAQAAAAAAAAbzAAAAJDNiNDBiY2I0LWIyZDgtNGU2Zi04ZjM0LWZlZTk2N2I4N2VhNw.jpg

Ao longo dos anos 1990 os assessores dependiam do telefone e dos correios e era comum datilografar o release na máquina de escrever, fazer cópias e entregar pessoalmente o texto nas redações. A primeira grande revolução digital foi a entrega de releases por email com a popularização deste no início dos anos 2000. Passados quase vinte anos, com um simples smartphone o assessor consegue enviar releases por email, publicá-los no site do cliente compartilhando o link nas mais diversas redes sociais. Assim como pode entrar em contato com os colegas da imprensa, principalmente, pelo Facebook e WhatsApp. No Facebook, por exemplo, encontramos vários grupos formados por jornalistas em busca de pautas e fontes.

AAEAAQAAAAAAAAJFAAAAJDBjZjA4MzJlLWU1OWQtNDYzOC04YjdlLWEwNWY2YThkMjU0ZQ.jpg

Pensando nesse novo formato de comunicação foi criada a plataforma 'Ajude Um Repórter' para que por meio dela jornalistas e assessores se comunicassem com mais rapidez e em um local certo. Paralelamente foram desenvolvidos centenas de publicadores de releases, nos quais basta criar uma conta para disseminar textos, links, fotos e vídeos sobre seu cliente. E sem dúvida nenhuma a melhor forma de pautar um cliente na web é por meio de materias e entrevistas em blogs especializados. Além da influência em determinada área, os blogueiros não carregam consigo o estigma popular que a imprensa possui no que tange a distorção dos fatos e o uso do sensacionalismo em busca de audiência.

Em termos de formato, percebemos que a informação - matéria-prima do trabalho de assessores e jornalistas - ganha novos contornos e formas de apresentação. Ela está disposta em hipertextos linkados a temas semelhantes. As pessoas navegam literalmente pela rede por meio dos hiperlinks até que se esgote sua curiosidade sobre determinado tema ou outro desperte seu interesse. Pensando nisso, os assessores também mudaram o formado dos releases. Hoje eles são vídeos, apresentações com fotos, parágrafos únicos.

Esclarecendo os termos técnicos

Para quem não sabe, releases são textos informativos produzidos e divulgados por assessorias de imprensa para informar, anunciar, contestar, esclarecer ou responder à mídia sobre algum fato (positivo ou negativo) que envolva o assessorado. Uma vez distribuído aos jornalistas ele pode ser utilizado como pauta ou ser veiculado completa ou parcialmente. Existe também o press release direcionado, que é enviado com exclusividade para um único veículo. As outras atividades principais de um assessor são a elaboração de press-kits e manutenção de mailing lists. O primeiro diz respeito a montagem de kits com brindes promocionais, amostras de produtos, fotos de divulgação, credenciais de imprensa e outros itens que facilitem a cobertura jornalística sobre o que se quer divulgar e estimulem os jornalistas a publicar a intenção do assessorado. Já o mailing list é uma lista personalizada de contatos a serem trabalhados com determinado cliente.

AAEAAQAAAAAAAAZkAAAAJDdkM2E1NjgwLTcwM2MtNDA5MC1hMWRlLTFhZWI0MTYyNDllOA.jpg

Saiba mais:

Artigo "O que mudou no relacionamento entre jornalistas e assessores", de Clara Marcília de Sousa Pinheiro

E-book: Uma Assessoria de Imprensa Responsável na Era Digital, de Marguerite Hoxie Sullivan.

Quer saber de que forma a assessoria de imprensa pode te ajudar? Me escreve. ;)


Chandra Santos

Jornalista.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/tecnologia// @obvious, @obvioushp //Chandra Santos
Site Meter