penetra surdamente no reino das palavras...

E lá que estão os poemas, é lá que está a vida que espera ser escrita!

.MariBlue.

MariBlue Gomes é uma peixa-marciana, meio Dori, meio Clarice. Acredita verdadeiramente na poesia da vida e na vida da poesia.

De fotos antigas e amizades verdadeiras

Descobri olhando fotos antigas que uma amizade verdadeira nunca se perde; nunca morre. Afinal bons amigos são para uma vida inteira!


mosaico-amizades.jpg Imagens da Internet - Foto by: MariBlue

Um dia desses olhava fotos antigas tentando recuperar momentos vividos com amigos específicos. Passei alguns minutos olhando aquelas fotos, então recuei no tempo e me perdi em mil lembranças.

Bons tempos. Velhos tempos!

Lugares, pessoas, momentos, sentimentos, emoções. Detalhes, vestuário, tipo de corte de cabelo, padrão de alimentação, costumes, enfim, toda uma sorte de informações borbulhando daqueles álbuns com cheiro de coisa guardada. Ah... aquele cheiro bom de coisa antiga!

Entre muitas possibilidades, uma coisa me chamou bastante a atenção: tenho uma significativa amostra de amigos que caminhou comigo à época da juventude que foi absorvida por minha família e que agora estreita suas relações com outros de meus familiares. E o mesmo ocorreu comigo.

Explico melhor: três amigas minhas em períodos distintos. A primeira eu conheci em um grupo de jovens da igreja. Formamos uma parceria bacana e nossa caminhada foi duradoura e profícua. Frequentávamos a família uma da outra e éramos confidentes e cúmplices. Com o passar do tempo cada uma seguiu seu próprio rumo, envolveu-se em seus projetos pessoais e profissionais. Minha amiga tornou-se confeiteira e, por essa razão, está sempre no circuito das festas da minha família, que, diga-se de passagem, é numerosa. Somos em 10 irmãos, mais os cunhados e as cunhadas, além dos muitos sobrinhos. Minhas irmãs e irmãos sempre encomendam os bolos e doces de aniversário a essa amiga, que está sempre mais bem informada dos eventos da família que eu.

A outra amiga, dos tempos de exercício do magistério, não era nascida em Brasília-DF. Ela e o namorado vieram de Minas Gerais-MG, prestaram concurso público e por aqui ficaram. A amizade se firmou com a frequência às respectivas famílias e, claro, muitas viagens para Minas nos finais de semana prolongados.

Daí que essa amiga casou-se e constituiu família. Ao estilo das minhas irmãs que já tem filhos elas acabam ‘trocando figurinhas’ sobre o tema. Minha amiga é madrinha de um de meus sobrinhos. Uma de minhas irmãs foi quem dormiu no hospital quando minha amiga teve bebê. Eu passei quase um mês de férias em Minas, na casa dos pais de minha amiga sem que ela estivesse lá. E por aí vai.

A terceira amiga, da graduação (e olha que já faz teeeempoooo), me conta como irmã, desde sempre. Conhece todos os meus irmãos. Troca ideias cinematográficas com meu cunhado. Dormiu no hospital quando outra de minhas irmãs teve bebê. Recentemente a mãe dessa amiga afirmou numa conversa da família que eu sou a sua 5ª filha.

Dia desses por ocasião do meu aniversário tive a grata surpresa de ter uma festa preparada para mim, na casa de uma das irmãs da minha amiga. E a família dela estava praticamente em peso. É muito gratificante sentir o amor fluir dessa maneira!

marisblues.jpg Foto By: MariBlue

Olhar essas fotos antigas me fez refletir no quanto estabelecer laços de amizade verdadeiros e profundos faz bem a uma pessoa. E como isso é facilmente assimilado pelas outras pessoas que estão em volta. E no quanto a vida é cíclica e maravilhosamente se encarrega de rearranjar a posição ocupada pelas pessoas em nosso esquema familiar ao longo dos anos.

Descobri por meio dessas fotos antigas que uma amizade verdadeira nunca se perde. Nunca morre. E que bons amigos são para uma vida inteira, mesmo que por um período determinado, eles sejam mais amigos dos seus irmãos do que seus.

Ops!

Melhor dizendo: ‘mesmo que por um período determinado eles sejam tanto amigos dos seus irmãos quanto seus’!


.MariBlue.

MariBlue Gomes é uma peixa-marciana, meio Dori, meio Clarice. Acredita verdadeiramente na poesia da vida e na vida da poesia. .
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/recortes// @destaque, @obvious //.MariBlue.