penetra surdamente no reino das palavras...

E lá que estão os poemas, é lá que está a vida que espera ser escrita!

.MariBlue.

MariBlue Gomes é uma peixa-marciana, meio Dori, meio Clarice. Acredita verdadeiramente na poesia da vida e na vida da poesia.

Quanto custa um parlamentar? ou Uma utópica proposta de reforma política

Precisamos pensar em soluções para o Brasil. Considerando a frase que afirma ser o 'Brasil o país do futuro' uma pergunta vem à tona cortante: E quando o Brasil será o país do 'presente'? Pois bem, pensemos soluções...


reforma2.jpg Fonte da imagem: Internet

Essa é uma utópica proposta de reforma política para o Brasil começaria pela devida atenção aos princípios basilares da Constituição Federal que perpassam os direitos fundamentais do cidadão à saúde, educação, segurança, moradia e dignidade, bem como ao princípio de cidadania de que ‘todo poder emana do povo’.

A compreensão da amplitude de tais preceitos e princípios conduziria a uma reforma política que exigiria – a meu ver – e para além dos critérios previstos na Constituição Federal em vigor:

- PRÉ-REQUISITO PARA ELEGIBILIDADE A CARGOS POLÍTICOS: reputação comprovadamente ilibada e desejo genuíno de servir ao povo e atuar em favor da sociedade;

- FIM DAS INCONTÁVEIS VANTAGENS DOS PARLAMENTARES: o exercício do mandato parlamentar deverá ser considerado serviço público comum, destituído de qualquer vantagem ou exclusividade, quer seja de caráter financeiro, jurídico ou penal, ou seja, desvinculado de verbas indenizatórias de gabinete, ajudas de custo, custeio de despesas – pelo estado – com passagens aéreas, fretamento de aeronaves, alimentação, cota postal e telefônica, consultorias, divulgação do mandato, despesas de escritório, serviços de TV e internet, auxílio moradia ou imóvel funcional e utilização de veículos oficiais (até Fev/2016 funcionou exatamente assim);

- FIM DA REELEIÇÃO: o parlamentar deverá cumprir estritamente o mandato previsto para o exercício do cargo pleiteado. Nem um dia a mais, nem um dia a menos. Se o parlamentar conseguiu cumprir o prometido, parabéns; se não, que se retire e dê oportunidade a alguém mais competente;

- OBRIGATORIEDADE DE CONTINUIDADE DAS OBRAS E PROJETOS EM ANDAMENTO: quaisquer que sejam as obras e projetos sociais em andamento, estes deverão ser obrigatoriamente levados adiante pelo parlamentar/governante sucessor;

- PARTICIPAÇÃO E FISCALIZAÇÃO POPULAR: quaisquer projetos políticos deverão passar pelo crivo da população, em todas as suas etapas, através de referendos periódicos e regulares, nos quais as matérias serão de exclusivos interesse e benefício da coletividade;

- VOTO FACULTATIVO: sendo os direitos do cidadão defendidos por meio de referendos, deixará de ser obrigatório o voto, sendo os membros da sociedade livres por optar ir às urnas ou não, nos pleitos ou sufrágio em tela;

- ENSINO DE CIVISMO E EDUCAÇÃO FINANCEIRA NAS ESCOLAS: nas escolas públicas e privadas deverá ser obrigatório o ensino de civismo e educação financeira, por meio do estudo aprofundado da Constituição Federal do Brasil e das biografias de cada ex-presidente da república, desde as séries iniciais até o ensino superior, a fim de que os brasileiros tenham noção precisa da legislação que regula o país e do valor monetário da moeda o que os levará a compreender os valores vultosos das dotações orçamentárias de governo.

Essas são algumas propostas iniciais de reformas estruturantes para uma utópica proposta de reforma política brasileira. Se alguém tiver novas propostas poderá inclui-las em seus comentários.

Nota: Você sabe quanto custa um parlamentar? Descubra aqui.

[email protected]!


.MariBlue.

MariBlue Gomes é uma peixa-marciana, meio Dori, meio Clarice. Acredita verdadeiramente na poesia da vida e na vida da poesia. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //.MariBlue.