Alisson Ramos

Paranaense do interior, filósofo, pedagogo, curioso, sonhador, amante da fotografia, das conversas sem fim e das ideias fora do comum. Credor da filosofia e da educação como elementos de transformação social

A esperança que nos move

Se vivermos esperando, viveremos somente de esperança que espera, nós precisamos mais, precisamos de uma esperança que nos mova.


monge-esperança.jpg Brilhantemente Paulo Freire nos brindou com várias reflexões importantes e que nos ajudam a compreender melhor nossa situação enquanto seres humanos . Sabemos que a esperança foi sempre um dos pontos muito discutidos na reflexão filosófica, por tratar-se de uma situação de dupla interpretação, representando passividade de um lado e crença de outro. Passividade por levar o indivíduo a esperar a mudança sem atitudes que contribuam para que ela aconteça, e crença, pelo fato de que a promessa divina remete ao transcendente a plena realização da vida humana.

Tendo por base nossa condição humana, sabemos da importância de sermos atores de nossa condição, e assim contribuirmos para a realização de nossos planos. Em Paulo Freire encontramos a sacada mais incrível de toda essa reflexão, pois ele nos alertou da necessidade de termos esperança, não a simples esperança do verbo esperar, que nos leva a sermos passivos e aceitar a condição que nos é imposta, mas a esperança do verbo esperançar, que muito além de espera e crença em algo melhor, nos leva a pôr-se a caminho, levantar, ir ao encontro dos nossos sonhos e planos, esperançar é construir, reconstruir, colocar a mão na massa em vista à realização de tudo aquilo que queremos e de tudo aquilo que ajuda a construir um mundo melhor.

Não basta apenas escrever planos para a nossa vida, desenhar projetos e sonhos que deseja alcançar, é necessário ter atitude, atitude positiva, atitude proativa, atitude de fazer diferente e não cometer os mesmos erros, atitude para sair da passividade e da espera.

É necessário aprender a esperançar, a acreditar que nossos planos só se tornarão concretos se nossas atitudes contribuírem para que isso aconteça.


Alisson Ramos

Paranaense do interior, filósofo, pedagogo, curioso, sonhador, amante da fotografia, das conversas sem fim e das ideias fora do comum. Credor da filosofia e da educação como elementos de transformação social.
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Alisson Ramos