policromática

pinceladas disso e daquilo.

Mônica Franco

Brasileira e balzaquiana, paulista de nascença e paulistana de coração. Formada em Artes e apaixonada por todas as suas linguagens. Ama cinema e fotografia, café e papo bom. Prefere acreditar nas pessoas e na coletividade. Dá trabalho, mas costuma valer a pena

monicafranco

Mônica Franco

Brasileira e balzaquiana, paulista de nascença e paulistana de coração. Formada em Artes e apaixonada por todas as suas linguagens. Ama cinema e fotografia, café e papo bom. Gosta do velho e do novo. Quer desbravar lugares. Quer desbravar-se. Pelas letras já passeou por algumas prosas e participa do projeto Comunidade do Conto na cidade de Suzano, desenvolvido pela Associação Cultural Literatura no Brasil, que reúne mensalmente contistas para estudo e produção de contos. Tem textos publicados em antologias literárias e fanzines. Prefere acreditar nas pessoas e na coletividade. E concorda com Ferreira Gullar : "a arte existe porque a vida não basta".

Últimos artigos publicados