precisamos falar mais sobre isso

No fundo, o que escrevo, já estava dentro de mim.

Camila Duarte

Sou Camila Fernanda,psicóloga por vocação e por força do destino.Minhas satisfações mundanas têm muito a ver com sentimentos, só me interesso por aquilo ou quem desperta alguma sensação em mim.Se quer me conhecer melhor, conheça a si próprio,a experiência é a base de tudo.

Geração prozac e o desespero de uma geração

É bem comum escutarmos que nós jovens somos a geração do "pode tudo", mas esquecem de refletir que não nos prepararam para isso.


Não é de se estranhar a familiaridade entre Lizzie e os ditos jovens desta geração. Um mundo relativamente livre, com direitos de escolha, sexo livre, uma igualdade aproximada entre os gêneros e uma gama de recursos. Assim retrata Geração prozac, que, a liberdade trouxe um desespero para a geração do século XXI e definitivamente, nós jovens, não sabemos o que fazer.

Lizzie, assim como eu, ou leitores com faixa etária de 27, 31 anos, é uma jovem que busca no mundo significados para suas perguntas internas. Acadêmica e escritora, filha de pais separados, a jovem Elizabeth Wurtzel parece não entender o que se deve fazer na vida adulta. A história da protagonista nos leva a uma leitura de todo "excesso" que os jovens adultos estão tendo que lidar. Não obstante buscar as conquistas individuais, ainda precisam de responder às expectativas dos pais e da sociedade.

blog image.jpg

Semana passada fui balanceada por uma tentativa de suicídio não consumada de uma conhecida. E conversando com ela, percebi que nossa geração não foi estruturada para ser adulta. Isso pode ser compreendido de várias maneiras- a dificuldade de envelhecimento dos nossos pais e por conseguinte não conseguem passar a "bola" pra frente e como consequência cria-se lacunas na vida de nós jovens e como não temos como preencher, buscamos alternativas não saudáveis. Sim, porque o suicídio é um movimento, um tanto fatal, mas é uma busca de preenchimento, assim como comida, drogas, sexo promíscuo,auto- mutilação. Um conforto nosso por estar "debaixo das asas" de nossos pais,podemos pensar por esse viés também. Ou uma dificuldade patológica mesmo de fazer o luto pelo corpo infantil e adolescente.

depressivo4.jpg

E no meio disso tudo, há um mercado de olho nas necessidades humanas, e é nesse contexto que as indústrias sobrevivem, porque entendem e estudam faltas e é nesse vácuo que elas ganham dinheiro, criando pseudossoluções. Interessante perceber, que o filme Geração prozac, cria um enredo que nos leva a entender que somos produtores da pílula da "felicidade", ou seja, criamos a demanda e a indústria desenvolve a solução. E apesar da dificuldade de Lizzie em aceitar o tratamento, ela entende que precisa de uma resposta rápida. Geração prozac nos faz refletir como precisamos de apertar o botão off se quisermos dar continuidade a espécie humana, e isso dependerá de um acerto de contas entre a geração passada e essa.

fluoxetina-prozac.jpg


Camila Duarte

Sou Camila Fernanda,psicóloga por vocação e por força do destino.Minhas satisfações mundanas têm muito a ver com sentimentos, só me interesso por aquilo ou quem desperta alguma sensação em mim.Se quer me conhecer melhor, conheça a si próprio,a experiência é a base de tudo..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/cinema// //Camila Duarte