prosa e flor

Sobre o amor e coisas simples

Lívine Soares

Baiana por natureza, mineira de criação, estudante de odontologia por amor.Aprendeu escrever antes de andar de bicicleta e desde então não parou mais. Acredita no poder do amor e das palavras. Adora um drama, olho no olho, café quentinho. Uma eterna apaixonada pela vida e coisas simples.

Das coisas que não te contaram sobre os vinte e poucos anos

Eles tinham razão, depois dos 15, o tempo passa voando! E logo após toda aquela ansiedade de virar adulto, você descobre que os primeiros anos da caminhada não só vem repletos de desafios como também o sentimento de estar despreparado vem à tona como um furacão. Talvez não te avisaram que assim como todas as outras fases da vida, esta também não vem com manual de instrução mas é sempre bom, como diria o sábio, ouvir os conselhos dos soldados antigos.


Agora você não tem mais aquela desculpa de que os hormônios são responsáveis pelas suas atitudes impensadas. Parabéns, você chegou a casa dos 20 sem a menor ideia do que aconteceria a seguir! Nos anos seguintes, muito menos. Não são poucas as vezes que os filmes fazem com que a gente fantasie um pouco essa fase ou quando temos um padrão de vida perfeita daquele amigo de amigo prodígio que fez antes dos 25 o que a maioria não conseguiu a vida toda. Antes de se lamentar por causa disso e achar que ainda é uma criança no corpo de adulto, existem mais pessoas tão perdidas nessa fase como você e a vida real apesar de mais difícil sempre tem um gosto melhor. Segue algumas coisas úteis, que não te contaram mas que acontece com a maioria.

rpo texto.jpg

1º Seus amigos do ensino médio vão se casar e ter filhos enquanto você rala pra terminar a faculdade. Pra quem saiu de casa aos 18 pra estudar, vai se deparar com isso quase que o tempo todo. Parece assustador mas o tempo realmente passa e passa muito rápido. Aquela sua amiga de infância está te convidando pro chá de fraldas do bebê dela e a maioria dos seus ex- colegas da escola estão se casando.Enquanto isso você tenta se livrar da sombra da D.P e assiste séries nos intervalos de vida que lhe restam.

2º A faculdade não vai te dar garantia de nada. Ter 20 e poucos anos é descobrir que aquele curso que você escolheu aos 17 não vai te dar uma mansão a beira mar e muito menos uma viagem ao redor do mundo como você pensava. Quando você acaba a faculdade e se vê sozinho pra desenvolver o que você aprendeu durante 4,5,6 anos, percebe que aquele tempo não foi suficiente, você devia ter estudado mais, se dedicado mais e mais um milhão de paranoias que sua mente vai criar.O mercado é concorrido, você está despreparado, percebe que tem que fazer a especialização, o mestrado, doutorado e o pós doutorado se quiser ir a Bariloche a cada 5 anos.

3º Sua concepção de amor vai mudar. Sim, você ainda vai quebrar a cara mesmo se achando PhD no assunto, só que dessa vez você sabe que ninguém morre de amor como achava até pouco tempo atrás. Pode ser que você ainda passe a noite toda chorando, mas sabe que no dia seguinte tem trabalho e contas pra pagar, então passa a levar a sério aquela frase que diz que ‘o mundo não para pra você se recuperar de uma crise’. Você acaba ficando mais seletivo também. Não é qualquer ‘papinho’ que te ganha. O bom de quebrar a cara várias vezes é que você vai ficando mais resistente e quando se tem 20 e poucos anos você não ta mais afim de aventurar tanto, se for pra vir que seja pra ficar, do contrário nem se aproxime!

4º Sua saúde não é mais a mesma. A coluna da os primeiros sinais de que sua postura não só esteve errada o tempo todo como te trouxeram consequências como dor nas costas frequentes. Você costuma ter problemas com ansiedade e isso ataca uma baita gastrite nervosa. O grau dos seus óculos aumentam a cada visita no oftalmo e agora você começa entender a dificuldade da sua mãe em colocar a linha no furo da agulha de costura.

5º Amigos. Seu círculo de amizade vai diminuindo mas isso é uma vantagem. A realidade muda, os interesses também e é aí que você se da conta de quem de fato é amigo mesmo. Aos poucos você vai vendo quem permanece na sua vida mesmo com os altos e baixos, distância e tempo. As verdadeiras amizades vão resistir a tudo isso e o mais incrível é que por mais que vocês fiquem meses e até anos sem se ver, o reencontro sempre vai ser como se vocês tivessem se visto ontem e isso é natural, assim como no jardim de infância.

6º Você passa a achar tudo muito caro. É aí que você dá mais valor ao esforço dos seus pais para mantê-lo. Começa a se perguntar como seu pai conseguiu trabalhar duro durante tantos anos e na prática, se sustentar é mais caro do que você imaginou.

7º Não tem disposição pra sair no fim de semana. Claro que sair é legal mas sua cama parece tão convidativa e o “qualquer coisa te falo” vira sua frase chave. Netflix passa a ser a coisa mais sensacional que inventaram.

netflix.jpg

8º Você não fez nada do que achava que faria até essa idade. Nossas expectativas sobre nós mesmos são sempre altas. Com certeza você imaginou que seria um adulto mais maduro e seguro com essa idade. Mas você continua querendo ir na cama elástica, se magoa quando seu personagem favorito morre, não consegue se alimentar direito e nem praticar atividades físicas regularmente. Ainda não consegue tomar decisão sob pressão e tem vontade de chorar quando alguém grita com você no trânsito.

9ª Essa é a melhor fase da sua vida. Talvez seja a lição mais importante que se tem ao ter essa idade. A melhor fase da sua vida é a que você está passando agora, não importa se se você ainda é criança, jovem, adulto ou idoso. A que vem a seguir é incerta e a que passou não volta mais.

E finalmente, ter 20 e poucos anos é perceber que o tempo é de fato valioso e que saber aproveitá-lo, talvez seja um dos maiores segredos para viver bem seja qual for a fase da sua vida.


Lívine Soares

Baiana por natureza, mineira de criação, estudante de odontologia por amor.Aprendeu escrever antes de andar de bicicleta e desde então não parou mais. Acredita no poder do amor e das palavras. Adora um drama, olho no olho, café quentinho. Uma eterna apaixonada pela vida e coisas simples..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Lívine Soares
Site Meter