Priscila David

Geminiana em fuga. Apaixonada e imaginativa. Cheia de interrogações e reticências... Escrevo porque preciso.

  • tumblr_lhtfmdjRPv1qf5ti0o1_500_large.jpg
    Todo Sentimento

    Quando o amor adoece há sempre um que decide partir primeiro. Instala-se, então, um tempo de desespero, de reaprender a viver com a ausência do outro, de acostumar-se com o gosto amargo do abandono... Mas o que é ruim também passa e os dois que se amaram e se separaram e choraram a dor da separação voltam a se encontrar... Já não há, entretanto, espaço para confidências nem carícias... Vive-se um tempo diferente agora... E as palavras não ditas e os beijos não dados intimidam todo sentimento... E talvez seja melhor assim...

  • tumblr_n41ln0M0aY1rnzhh3o1_500.jpg
    Sobre Amor e Bicicleta

    Quem aprendeu a andar de bicicleta e nunca se machucou que prove o contrário: amar faz doer! Tomba-se aqui, perde-se o equilíbrio ali... Até os mais experientes, quando se distraem com a paisagem ou quando surge um bueiro inesperado no caminho, beijam o chão! Mas... há quem diga que não valeu a pena?

  • tumblr_mtg5ifSUmB1qic157o1_500.jpg
    Espelho Meu

    O que somos nós, além de uma infinidade de contradições? Sentimentos, instintos e razão ora caminham de mão de dadas, ora disputam uma acirrada corrida capaz de nos enlouquecer. Sagrado e profano parecem habitar o mesmo templo e levamos a vida a buscar a inatingível perfeição e a exorcizar nossos demônios. E se nossa imagem no espelho refletisse nossas faltas e virtudes, nossas fraquezas e potencialidades? E se aprendêssemos a nos olhar com mais honestidade e menos culpa? Reconhecer a imperfeição que mora em nós talvez seja o melhor caminho para um mundo com menos intolerância... um mundo mais humano.

  • Cópia de tumblr_l07ssktRLE1qbo0ifo1_400_large.jpg
    PRIMAVERA: UMA ESTAÇÃO CHAMADA SAUDADE

    “Não há amor sozinho, é juntinho que ele fica bom...” - já dizia um certo poeta. O fato é que não há flores, nem cenários nem primaveras que seduzam por inteiro um coração que sente saudade. O amor precisa declarar-se, e uma vez confesso, precisa do encontro, do carinho, do toque... E que atire a primeira pedra quem nunca sentiu saudade.