queime depois de ler

A arte imitando a vida

Aline Rollo

Essa metamorfose ambulante

Ansiedade e atropelos sentimentais

A questão é: quanto tempo é preciso ficar sozinho, dando um tempo entre um relacionamento e outro? Claro que para um ansioso crônico, um mês é o ápice do sofrimento. Sei que não existe nenhuma fórmula explicativa para isso e cada um deve ser consciente de seu tempo. Mas não uma pessoa ansiosa. Ela não tem muita noção de tempo. Duas semanas podem equivaler a dois meses. E por aí vai.


Quase todo ansioso não consegue ficar sozinho por muito tempo. Aliás, tempo é o que o ansioso menos quer perder na vida. Ele abre os olhos de manhã e já está pensando no que vai vestir no evento da semana que vem. Está comendo e pensando que poderia ter comido outra coisa ou programando a próxima refeição. A dificuldade de se manter no presente é tão grande que o ansioso acaba sempre atropelado, ainda mais quando se diz respeito a relacionamentos.

Eu sou uma pessoa atropelada. Desde que me separei há cinco anos, atropelo minha vida sentimental sem dó. Tive um bom período de sossego e depois mais atropelamentos. Acontece que quando a gente se atropela tanto os machucados vão ficando cada vez mais evidentes e difíceis de cicatrizar.

intensidade.png

Essa coisa do ansioso, de não dar um tempo entre um relacionamento e outro, é bem sofrível. Porque somos do tipo em que a euforia no comecinho é gigante. Depois vem o medo de perder aquela euforia. Depois sabotamos a relação, mesmo que inconscientemente. Pronto, acabou. É difícil existir quem acompanhe a mente acelerada de um ansioso.

Sempre tive consciência dos meus atropelos mas nunca fiz muito esforço para mudar isso. Há uns dias atrás, comecei a perceber que poderia estar me auto sabotando novamente. Só percebi isso porque, depois da minha última recaída, passei a me dedicar muito mais a mim através do Yoga, a melhor terapia do mundo.

Aqui dentro tem uma menina bem assustada, que realmente tem horror de ficar sozinha e gosta mesmo é de se enfiar num abraço. Mas também tem uma mulher bem forte e corajosa, que conseguiu perceber que é bom estar só para colocar a cabeça no lugar e entender seus sentimentos de verdade, sem que isso seja torturante e desencadeie crises de ansiedade por aí.

A questão é: quanto tempo é preciso ficar sozinho, dando um tempo entre um relacionamento e outro? Claro que para um ansioso crônico, um mês é o ápice do sofrimento. Sei que não existe nenhuma fórmula explicativa para isso e cada um deve ser consciente de seu tempo. Mas não uma pessoa ansiosa. Ela não tem muita noção de tempo. Duas semanas podem equivaler a dois meses. E por aí vai.

Tem um lado em mim que gosta de ser assim, acelerada e intensa. O outro lado, porém, precisa ficar quietinho, se conhecendo internamente, se cuidando. Essa é a dualidade da minha vida agora.

Reconheço ser um grande progresso ter tomado algumas decisões sobre o assunto. Ter me dado conta de algumas situações antes que eu fizesse alguma idiotice. Ter realmente entendido que um tempinho agora (não sei de quanto tempo!) é fundamental. Mas o lado intenso tá ali, querendo bater de frente com essa racionalidade rara.

Me diverti horrores com a minha intensidade. Aliás, me divirto até hoje. Mas esses dois lados agora estão em confronto. A diferença é que tenho estado bem mais serena para decidir o que eu quero hoje. Posso optar pela intensidade e viver um momento incrível. Posso ficar com a racionalidade e me encontrar cada vez mais. São dois lados, de certa forma, gostosos de serem vividos e posso decidir por qualquer um deles, no momento em que eu quiser.

Descubro então, depois de tantas reflexões matutinas, como diz um amigo meu, que começo a ter o controle dos meus atos. Sempre quis controlar absolutamente tudo, mas agora vi que só posso controlar meus atos momentâneos. É a única coisa que a gente tem: o momento presente. E no presente a gente toma a melhor decisão para aquele momento e faz o melhor que podemos fazer. É isso.


Aline Rollo

Essa metamorfose ambulante.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Aline Rollo
Site Meter